Vendas no varejo paulista devem crescer 2,7%, aponta FecomercioSP
Estimativa aponta que faturamento pode alcançar R$ 63,1 bilhões, aumento de R$ 1,68 bilhão em relação ao mesmo período do ano passado
Foto: Divulgação - Crescimento sugere tendência positiva geral no consumo para o Dia dos Namorados
Por Da Reportagem Local | 12 de junho, 2024

Projeções da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) indicam cenário favorável para as vendas do varejo no Dia dos Namorados, segunda data comemorativa mais importante do primeiro semestre. No mês de junho, o faturamento dos cinco segmentos varejistas mais impactados pela data deve crescer 2,7% no Estado de São Paulo em comparação ao mesmo período de 2023.

Caso as expectativas se confirmem, as vendas do mês do Dia dos Namorados podem movimentar R$ 63,1 bilhões, o que representa R$ 1,68 bilhão a mais em relação ao ano passado. Na avaliação da federação, esse crescimento sugere tendência positiva geral no consumo para a data - tanto que, dos cinco grupos pesquisados, apenas um deve apresentar resultado negativo.

De acordo com as estimativas, o melhor desempenho será observado nos grupos que comercializam bens essenciais, com destaque para as farmácias e perfumarias: a previsão é de um faturamento 6,3% maior do que o mesmo período do ano passado. Essa atividade inclui alguns dos itens mais procurados para a data, como perfumes, cosméticos e produtos de beleza em geral.

Outro destaque são os supermercados, que devem registrar um avanço de 3,5% nas vendas. Na avaliação da Federação, esse segmento vem apresentando uma trajetória positiva nos últimos meses e pode ser impulsionado por compras de alimentos e bebidas, refletindo uma tendência de os consumidores optarem por comemorar em casa o Dia dos Namorados, de forma mais íntima e pessoal.

Por outro lado, as vendas das lojas de vestuário, tecidos e calçados, que também comercializam alguns dos itens mais procurados para a ocasião, devem sofrer queda de 4,3%. Além de uma provável desaceleração da economia, o resultado negativo é atribuído à forte base de comparação, já que a atividade registrou crescimentos de 18,4% e 12,8% nos meses de junho de 2022 e 2023, respectivamente.

No caso da atividade de eletrodomésticos, eletrônicos e lojas de departamentos, a previsão é que ocorra aumento moderado de 2,7% em relação ao ano passado, recuperação em relação a junho de 2023, quando as vendas caíram cerca de 8% em comparação ao ano anterior. Sobre os itens comercializados neste grupo, os celulares devem se destacar na hora de presentear. Por fim, as lojas de móveis e decoração devem ficar próximas da estabilidade (0,3%).

Segundo análise da FecomercioSP, o panorama para o Dia dos Namorados mostra uma dinâmica interessante de consumo, com crescimento em setores ligados a presentes tradicionais e essenciais, enquanto a queda no setor de vestuário parece estar mais relacionada a uma forte base de comparação, e, nesse contexto, eventual variação negativa das vendas não pode ser interpretada como resultado negativo para os lojistas do segmento.

Autor

Da Reportagem Local
Redação de O Regional

Por Da Reportagem Local | 14 de julho de 2024
Especialista celebra criação de grupo de trabalho contra o bullying
Por Da Reportagem Local | 14 de julho de 2024
Veja dicas importantes para viajar com segurança nas férias de julho
Por Da Reportagem Local | 14 de julho de 2024
AME Catanduva faz auditoria em prestadora de serviço