‘Vaquinha’ arrecada R$ 6 mil para cirurgia de funcionário do Zoológico
Sidnei da Silveira estava tendo dificuldades por conta da perda de visão e seus colegas de trabalho se uniram para ajudar a custear o procedimento
Crédito: Arquivo pessoal - Ação para ajudar Sidnei foi idealizada pelos funcionários do Zoológico Municipal
Por Stella Vicente | 31 de março, 2024

Sidnei Benedito da Silveira, funcionário do Zoológico Municipal de Catanduva há anos, vinha passando por um problema nos olhos que o fez perder a visão. Ainda que estivesse esperando na fila para realizar a cirurgia, seus colegas de trabalho uniram-se para realizar uma vaquinha solidária e arrecadar os R$ 6 mil necessários para que ele passe pelo procedimento e volte a enxergar.

Segundo Ana Paula Aredes, encarregada pelo Zoológico Municipal, o funcionário começou a trabalhar no local por meio do Programa Emergencial de Desemprego (PED) e que, sempre que o contrato ia ser renovado e ele ficaria uns meses sem poder trabalhar, ele ia até o zoológico para ver seus colegas e ajudar de forma voluntária.

“Ele tem um amor, uma paixão pelo zoológico e pelos animais. Ele se tornou parte da família, porque passamos mais tempo no trabalho do que em casa, então temos muito amor e carinho por ele, que é um funcionário exemplar”, conta Ana Paula.

Ela relata que foram percebendo que alguns serviços feitos por Sidnei, como lavar as bandejas dos alimentos dos animais, não estavam mais sendo feitos como antes. Ao questionarem, ele explicou que tinha um problema na vista, com uma delas já comprometida, e que estava passando por consultas no Posto de Saúde. Ao saberem da situação, Sidnei foi realocado para outro posto no Zoológico, para que continuasse trabalhando.

“Ele jamais ia aceitar se afastar e, como o Posto de Saúde é demorado, ele ficou conosco. Do ano passado para esse ele começou a perder a visão. Ele falava que era uma catarata, que precisava de cirurgia e estava esperando. Ele sempre vinha de bicicleta e eu pedi para ele tomar cuidado. Foi quando o irmão dele começou a trazê-lo porque não enxergava mais e nós os orientamos a ir no Posto de Saúde, mas não tinha resultado”, relembra a encarregada.

Foi por volta do meio do ano passado que a visão de Sidnei ficou comprometida. Os funcionários do zoológico passaram a ajudá-lo em tudo o que fazia, já que não poderia pedir o afastamento sem antes passar pela cirurgia, segundo Ana Paula. Nessa época, ele começou a ajudar a enxugar as bandejas dos animais, algo que conseguia fazer sem enxergar. Todos estavam comprometidos e empenhados em ajudá-lo a passar pelo procedimento que o faria voltar a enxergar, mas o processo estava sendo muito burocrático e lento.

Tudo mudou quando uma funcionária, que tinha uma consulta com a oftalmologista Adriana Romero Braga, de Catanduva, e comentou sobre a situação de Sidnei. A médica ficou comovida com a situação e disse que o consultaria sem custos para entender o problema.

“Levamos ele na consulta, ela o examinou e disse que era uma catarata bem grave e que precisaria de cirurgia urgente para que ele pudesse voltar a enxergar. Ela disse que não cobraria a cirurgia, apenas o valor das lentes, que seria de R$ 3 mil cada, então surgiu a ideia de fazer a vaquinha para levantar esse dinheiro e ele poder fazer a cirurgia o mais rápido possível”, diz Ana Paula, que logo em seguida criou um grupo no WhatsApp com funcionários do zoológico, do setor de Meio Ambiente, amigos e conhecidos.

A iniciativa logo se espalhou pelas redes sociais e, por meio de várias doações por Pix, em cerca de três dias todo o valor necessário para comprar as lentes e fazer os exames necessários para a cirurgia havia sido arrecadado. Sidnei passará pela primeira cirurgia já nesta terça-feira e, em seguida, o procedimento do outro olho também será agendado.

“Estamos com fé que vai dar tudo certo, só pedimos oração para que ele possa enxergar e que fique bem e se recupere. Estamos orando. Agora, o pedido não é mais financeiro, é em oração para que dê tudo certo. fiquei muito feliz e está todo mundo muito emocionado que conseguimos fazer esse bem para o Sr. Sidnei, porque ele é muito querido, temos um amor e uma consideração muito grande por ele”, ressalta Ana Paula, que ainda conta que a família dele está muito feliz pela atitude dos funcionários, pela médica que se dispôs a fazer a cirurgia e por todos que ajudaram.

Autor

Stella Vicente
É repórter de O Regional.

Por Guilherme Gandini | 19 de abril de 2024
Encontro de Veículos Antigos deve atrair multidão com 2 dias de atrações
Por Da Reportagem Local | 19 de abril de 2024
Direito da Unifipa recebe ‘Selo OAB Recomenda’ pela segunda vez
Por Da Reportagem Local | 19 de abril de 2024
Recanto Monsenhor Albino estimula idosos em oficina de pizzas