Rodovia entre Itápolis e Jaboticabal é primeira a receber o ‘Free Flow’
Modelo de cobrança será adotado a partir do segundo semestre e, gradualmente, em todo o trecho da EcoNoroeste
Foto: Divulgação/EcoNoroeste - Pórticos possuem câmeras, sensores e antenas para identificar e cobrar veículos
Por Da Reportagem Local | 17 de maio, 2024

No início do segundo semestre de 2024, os veículos que passarem pela SP-333, a rodovia Carlos Tonani, Nemésio Cadetti e Laurentino Mascari, no trecho entre Itápolis a Jaboticabal, pagarão o pedágio pelo modelo de cobrança conhecido como Free Flow. Duas praças de pedágio vão adotar a nova tecnologia: em Itápolis, km 179, sentido Leste, e em Jaboticabal, km 110, Oeste.

A implantação do sistema faz parte do contrato firmado pela EcoNoroeste com o Governo de São Paulo e a Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), que prevê a substituição de todas as praças de pedágio dessa concessão por pórticos de cobrança.

Pelo contrato, a implantação será gradual até o 7º ano da concessão. Essas duas primeiras praças poderiam ser substituídas até 2025, porém, a concessionária iniciará a operação de forma antecipada. Será o primeiro Free Flow em operação entre as concessionárias da EcoRodovias.

O sistema Free Flow traz mais segurança, fluidez e conforto para os usuários, já que a cobrança da tarifa é realizada por meio de pórticos, que substituem os pedágios convencionais, equipados com câmeras, sensores e antenas capazes de identificar todos os tipos de veículos pela placa ou TAG, além de especificações como altura, largura, comprimento e quantidade de eixos.

Os usuários do trecho que já possuem TAGs ativas não precisam se preocupar. O veículo será identificado nos pórticos, automaticamente, da mesma forma que acontece nas pistas automáticas das cabines atuais.

Quem não utiliza esse serviço deverá fazer o pagamento em até 15 dias após a passagem pelo pórtico em um dos canais disponibilizados, como o site freeflow.econoroeste.com.br, aplicativo de celular, totem de autoatendimento nos postos SAUs das rodovias ou pelo WhatsApp 0800 326 3663. A falta de pagamento no prazo pode acarretar multa e perda de cinco pontos na CNH.

COMO FUNCIONA

Os pórticos possuem câmeras, sensores e antenas que identificam cada veículo por meio da leitura da placa ou TAG, operando, inclusive, em condições de baixa visibilidade. Essa tecnologia é capaz de identificar os veículos e os categorizar conforme a altura, largura, comprimento e quantidade de eixos rodantes, para fazer a dupla checagem com as placas e TAGs identificados.

Um dos maiores benefícios do Free Flow é a economia de tempo. Os motoristas não precisam parar nem diminuir a velocidade ao passar pela praça de pedágio. Isso reduz o tempo gasto para o pagamento, especialmente em épocas como férias escolares e feriados, tornando as viagens mais rápidas e mais eficientes. Além disso, não é necessário manter dinheiro trocado.

De acordo com a EcoNoroeste, eliminar a necessidade de parar em praças de pedágio e de mudanças de faixa contribui para a segurança nas estradas. “Menos paradas significam menos riscos de colisões traseiras e uma experiência de condução mais segura”, pontua.

Autor

Da Reportagem Local
Redação de O Regional

Por Da Reportagem Local | 25 de junho de 2024
Olímpia abre novo concurso público para a Guarda Municipal
Por Da Reportagem Local | 25 de junho de 2024
Maior feira de móveis do interior paulista, Movinter começa hoje
Por Da Reportagem Local | 23 de junho de 2024
Festa do Peão de Barretos eleva ocupação da rede hoteleira no interior