Região tem apenas quatro cidades entre 100 melhores gestões fiscais
Destaque para Pindorama, que é a 7ª de São Paulo, sendo seguida à distância por Paraíso, Itajobi e Sales
Foto: Divulgação - Pindorama saiu do IFGF “em dificuldade” em 2018 para a “excelência” em 2022
Por Guilherme Gandini | 14 de novembro, 2023

Levantamento feito pelo jornal O Regional mostrou que apenas quatro cidades da região de Catanduva aparecem entre as 100 primeiras do ranking estadual do Índice Firjan de Gestão Fiscal (IFGF). Destaque para Pindorama, que é a 7ª de São Paulo e 78ª do país, sendo seguida à distância por Paraíso (51ª), Itajobi (54ª) e Sales (80ª). Catanduva aparece no 164º lugar.

Única a constar no top 10 estadual, Pindorama alcançou a pontuação máxima de 1 ponto em três indicadores: Autonomia, Gastos com Pessoal e Liquidez. No quesito Investimento, apareceu com 0,9213. No estudo, as notas superiores a 0,8 configuram gestão de excelência.

No histórico, Pindorama saiu do IFGF considerado “de dificuldade” (notas entre 0,4 e 0,6) nos anos 2017 (nota 0,5715) e 2018 (0,5490) e melhorou seus indicadores no biênio seguinte. Em 2019, teve resultado 0,7063 e, em 2020, 0,6753 – resultados considerados como “boa gestão” (entre 0,6 e 0,8 pontos). No ano retrasado, 2021, alcançou 0,8222, já no nível de excelência.

Chama a atenção na análise por indicadores de Pindorama a melhoria conseguida no quesito Investimentos. De 2017 até 2021, a cidade amargou situação considerada crítica nesse conceito, com notas inferiores a 0,4, chegando a 0,1932 e 0,1485 em 2017 e 2018, respectivamente. Depois, foi verdadeiro salto de 2021, quando a cidade somou 0,2889, para 2022, com 0,9213.

CATANDUVA

Catanduva obteve seu melhor resultado da última década no Índice Firjan com ano-base 2022. O índice alcançado foi 0,8279, em variação que vai de zero a um. Na série histórica iniciada em 2013, é o único ano em que a gestão fiscal do município foi classificada como excelente.

Apesar da melhoria no IFGF geral, quando analisados os quatro indicadores separadamente, Catanduva ainda tem dificuldade no quesito Investimento, que somou 0,4329 pontos. Em Autonomia e Gastos com Pessoal, a nota foi a máxima (1 ponto) e em Liquidez 0,8785.

A alta dos indicadores também não causou reflexo no posicionamento de Catanduva no ranking estadual. Ao contrário disso, a cidade caiu da 97ª colocação em 2021 (ano base 2020) para a 164ª posição no estudo atual. No país, está em 908º lugar entre 5.240 cidades.

Autor

Guilherme Gandini
Editor-chefe de O Regional.

Por Guilherme Gandini | 21 de julho de 2024
Candidatos a prefeito podem gastar R$ 1,5 milhão na campanha
Por Guilherme Gandini | 21 de julho de 2024
Cinco escolas da cidade podem adotar modelo cívico-militar
Por Guilherme Gandini | 21 de julho de 2024
Cartório Eleitoral reúne partidos em ato inaugural da campanha