Projeto ‘Pronto Atendimento Sem Papel’ entra na reta final no HUSD
Uso estratégico da tecnologia vem otimizando processos e proporcionando mais segurança aos beneficiários
Foto: Unimed Catanduva - Projeto começou pelo Pronto Atendimento, mas deverá avançar para outros setores
Por Da Reportagem Local | 26 de novembro, 2023

Neste mês de novembro, o Hospital Unimed São Domingos (HUSD) alcançou marco significativo no projeto "Pronto Atendimento Sem Papel". Além do prontuário eletrônico, gestão de suprimentos e assinatura digital, que já estão em vigor desde 2022, agora todos os contratos e documentações de pacientes/acompanhantes da unidade são gerados de forma digital.

Os hospitais sempre tiveram como característica a necessidade de lidar com grandes volumes de dados e documentos, como cadastros, registros de pacientes, prontuários, além de todo o acervo documental típico da área administrativa.

Esse formato, no entanto, ao longo dos anos, mostrou-se completamente ineficiente, uma vez que acarreta lentidão, riscos e gastos desnecessários. Por esse motivo, o HUSD vem trabalhando neste projeto e pretende eliminar totalmente o uso de papel no ambiente hospitalar, com o objetivo de tornar seus processos mais eficientes e seguros. Além disso, a iniciativa busca contribuir com o meio ambiente por meio de práticas sustentáveis.

“Estamos na fase final deste projeto que foi pensado e executado com excelência. A ideia é expandir essa nova ferramenta para que não fique apenas no Pronto Atendimento, mas sim em todos os outros setores do hospital, incluindo as alas de Quimioterapia, Endoscopia e Unidades de Internação", explica Tiago Ferreira, gerente administrativo do HUSD.

O projeto "Pronto Atendimento Sem Papel" destaca-se pela produtividade, uma vez que passa a apoiar suas tarefas administrativas em softwares, sistemas, documentos digitais e no uso da internet. Essa abordagem não só facilita o acesso, manuseio e compartilhamento de informações, mas também traz benefícios significativos para os pacientes.

"O paciente pode ler o contrato pelo tablet ali na recepção. Caso seja solicitado, este paciente pode receber uma cópia por e-mail", complementa.

Além disso, essa modernização traz efeitos positivos no quesito segurança. O HUSD, assim como todos hospitais, lida com dados sensíveis de pessoas, os quais não podem ser perdidos ou acessados por quem não tem autorização. Os documentos em formato digital, garantem mais segurança, pois os arquivos podem ser armazenados em servidores na nuvem, eliminando possíveis riscos que o armazenamento local de documentos impressos pode ocasionar.

Autor

Da Reportagem Local
Redação de O Regional

Por Stella Vicente | 28 de fevereiro de 2024
Grupo de escoteiros de Catanduva promove curso para voluntários
Por Stella Vicente | 28 de fevereiro de 2024
IFSP encerra hoje as inscrições para cadastro reserva de vagas remanescentes
Por Guilherme Gandini | 27 de fevereiro de 2024
Diretoria da Abracrim tem advogado de Catanduva pela primeira vez