Prefeitura vai gastar R$ 2 milhões do Detran.SP para fazer lombadas
Autarquia aplicará meio bilhão de reais em todo o Estado; programa viabilizará uso de recursos de multas em intervenções viárias
Foto: DIVULGAÇÃO - Valor alocado em Catanduva será empregado na implantação de lombadas
Por Da Reportagem Local | 03 de maio, 2022
 

O Detran.SP vai destinar R$ 2 milhões para intervenções viárias no município de Catanduva, por meio do Respeito à Vida. O valor faz parte de um montante de meio bilhão de reais que será distribuído em todo o território paulista – o maior investimento da história do programa. 

Segundo o órgão, o valor alocado em Catanduva será empregado em lombadas. Outros 95 municípios da região serão contemplados, totalizando investimento de mais de R$ 37,4 milhões. As obras de melhorias serão executadas em parceria com a Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU).   

A ação foi anunciada pelo governador Rodrigo Garcia, na segunda-feira, 2, durante evento em São José do Rio Preto.  

“Uma boa notícia do programa Respeito à Vida. Nós desbloqueamos os recursos de multas do Detran.SP e estamos colocando esse dinheiro a favor da vida para que os municípios da região de São José do Rio Preto recebam investimentos importantes para a diminuição de acidentes. Por meio dos boletins de ocorrências nós cruzamos os dados de todo o Estado e sabemos onde os incidentes ocorrem e essa verba é justamente para melhorar esses locais e evitar ocorrências futuras”, afirmou o governador.  

Para participar efetivamente da ação é preciso se inscrever no programa Respeito à Vida e cadastrar as demandas na plataforma Sem Papel. A CDHU desenvolve o projeto e o Detran.SP executa a obra viária. Os montantes variam de R$ 200 mil a R$ 5 milhões e serão distribuídos conforme a população e as ocorrências registradas em cada cidade. O programa pretende atender a todos os municípios, destinando verbas específicas para as melhorias solicitadas por cada um.   

Na plataforma digital do Respeito à Vida, as cidades escolhem as intervenções que foram desenhadas para melhorar a segurança viária: recapeamento asfáltico, sinalização horizontal e vertical, rampas de acessibilidade, faixas de pedestres, lombofaixas e lombadas, iluminação de faixas de pedestres, ciclofaixas e ciclovias, instalação de conjuntos semafóricos, gradis de proteção e cercamento, equipamentos de pintura e faixa.  

A Prefeitura de Catanduva foi questionada pela reportagem do Jornal O Regional sobre a escolha das lombadas, mas não respondeu até o fechamento desta edição. 

Segundo o Detran.SP, as medidas adotadas dentro do programa têm reduzido efetivamente a mortalidade em São Paulo. Nos últimos três anos, o Respeito à Vida contribuiu para a diminuição de 7,5% no número de mortes no trânsito. Segundo dados do Infosiga, base de dados do programa, o total passou de 5,2 mil em 2018 para 4,8 mil em 2021. Ou seja, 400 vidas foram salvas no período.  

“Da mesma forma que imposto deve ser revertido em benefícios para a população em obras e serviços, dinheiro arrecadado com multas precisa servir de combustível para a realização de campanhas educativas e intervenções de segurança viária”, diz Neto Mascellani, diretor-presidente do Detran.SP. 

Autor

Da Reportagem Local
Redação de O Regional

Por Guilherme Gandini | 17 de maio de 2024
Em novo contrato, prefeitura destina R$ 13 milhões para zeladoria
Por Da Reportagem Local | 16 de maio de 2024
Salário mínimo de R$ 1.640 proposto pelo Governo de SP é aprovado
Por Da Reportagem Local | 16 de maio de 2024
Presidente do Sincomercio participa de reunião estratégica em Lins