Posto de Atendimento do CVV de Catanduva será inaugurado no dia 9
No ano em que a entidade completa 60 anos, município ganha unidade própria
Foto: DIVULGAÇÃO - Posto de atendimento do CVV está instalado no Terminal Rodoviário
Por Guilherme Gandini | 03 de abril, 2022

O CVV - Centro de Valorização da Vida, entidade que atua na prevenção do suicídio e apoio emocional há 60 anos, vai inaugurar seu posto de atendimento em Catanduva no dia 9 de abril. Será a concretização de um sonho de um grupo de catanduvenses, cujo processo formal foi iniciado em 2020 e passou pela criação da Aviva - Associação para Valorização da Vida, mantenedora do núcleo. 

A cerimônia de inauguração está marcada para as 9h30, no Terminal Rodoviário João Caparroz, onde está situado o posto, e fará parte da programação de aniversário do município.  

Na sequência, haverá palestra com o 1º Tenente Vitor Fogolin Silva, de São José do Rio Preto, e a psicóloga Daren Tashima, de Catanduva. Eles vão falar sobre valorização da vida, no Cinex do Garden Shopping, em atividade que vai integrar a 1ª Jornada do Terceiro Setor de Catanduva. 

Para constituir o CVV, a Aviva realizou, em agosto do ano passado, palestra com o major Diógenes Munhoz, do Corpo de Bombeiros de São Paulo, com o objetivo de cativar o maior número possível de interessados em se unirem à iniciativa. O trabalho é feito apenas por pessoas voluntárias previamente selecionadas e capacitadas pela organização.  

No final do ano passado, no dia 14 de dezembro, foi aprovado por unanimidade pela Câmara de Vereadores projeto de lei que autorizou a prefeitura a cooperar com as ações da Aviva – possibilitando, a partir daí, a cessão do box na rodoviária. 

O CVV atende nacionalmente por meio do 188, número telefônico sem custo de ligação, chat, e-mail e presencialmente. Os voluntários do CVV em Catanduva atenderão as pessoas por meio do 188 e, futuramente, em outras modalidades de apoio emocional da entidade como ações em associações, empresas e com enlutados por suicídio. 

O atendimento é oferecido por meio de uma conversa acolhedora e sigilosa, sem julgamentos ou aconselhamentos. Não substitui o atendimento psicológico ou psiquiátrico e auxilia a pessoa que se encontra em um momento de profunda tristeza, sensação de solidão, medo ou angústia a desabafar, reorganizar suas ideias e sentimentos e se sentir acolhida e respeitada. 

Para se tornar voluntário, é preciso ter pelo menos 18 anos de idade, tempo e disposição para realizar os plantões semanais e acolher as pessoas sem julgamentos ou aconselhamento. Os interessados precisam realizar o curso de Preparação e Seleção de Voluntários disponível online (cvv.org.br) ou no próprio posto do CVV em Catanduva. 

O suicídio é um problema de saúde pública que mata pelo menos um brasileiro a cada 45 minutos, mais do que o HIV e muitos tipos de câncer. Os dados são do Ministério da Saúde. 

SOBRE O CVV 

O CVV presta serviço voluntário e gratuito de prevenção do suicídio e apoio emocional para todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo. Os mais de 3,6 milhões de atendimentos de 2021 foram realizados por cerca de 4.200 voluntários em mais de 120 postos de atendimento pelo telefone 188 ou pelo site www.cvv.org.br, via chat e e-mail apoioemocional@cvv.org.br, além de carta. 

Autor

Guilherme Gandini
Editor-chefe de O Regional.

Por Da Reportagem Local | 19 de maio de 2024
Unifipa abre inscrições para Segunda Licenciatura em Educação Especial
Por Guilherme Gandini | 18 de maio de 2024
Antigomobilistas realizam encontro mensal de carros na Praça da Matriz
Por Guilherme Gandini | 17 de maio de 2024
Foragido da saidinha é preso suspeito de matar idosa com marreta