Paróquia São Francisco promove churrasco hoje para celebrar 50 anos
Encontro festivo acontece logo após a missa, agendada para as 19 horas; cinquentenário também teve tríduo
Foto: Divulgação/Diocese de Catanduva - Igreja foi construída onde antes havia capela de São Francisco de Assis
Por Da Reportagem Local | 09 de fevereiro, 2024

A Paróquia São Francisco de Assis, de Catanduva, criada no dia 8 de fevereiro de 1974 por Dom José de Aquino Pereira, bispo da Diocese de Rio Preto, completou 50 anos. Para celebrar a data, foi realizado tríduo, duas missas na quinta-feira, 8, e Adoração ao Santíssimo Sacramento. A agenda prossegue nesta sexta-feira, 9, com missa às 19 horas e churrasco no Salão Paroquial.

A história da paróquia começou na década de 1950, quando já existia uma capela de São Francisco de Assis no local. Depois foi construída a atual igreja e, por fim, criada a paróquia. Na mesma data, 8 de fevereiro de 1974, foi nomeado o primeiro pároco, padre Synval Januário.

A instalação da paróquia e a tomada de posse do primeiro pároco aconteceram no dia 16 daquele mesmo mês. Padre Synval exerceu o seu ministério à frente da Paróquia São Francisco até 13 de dezembro de 2020, quando padre Valdir Forin assumiu como Administrador Paroquial para, no dia 30 de novembro de 2022, ser nomeado pároco.

“É uma responsabilidade muito grande suceder um padre que pastoreou uma paróquia por tanto tempo, mas também é uma grande alegria dar continuidade a todo esse trabalho”, comenta padre Valdir, elogiando o trabalho dos Padres Doutrinários antes da criação da paróquia. “Deixaram um grande legado no trabalho de Evangelização do Povo de Deus e na estrutura física e arquitetônica”, pontua.

No decorrer desses 50 anos, na área antes abrangida pela igreja de São Francisco, nasceram duas outras paróquias: Santa Rita de Cássia e Imaculada Conceição.

“Com o passar do tempo, muitas pessoas foram evangelizadas e receberam o alimento da Palavra de Deus, os trabalhos sociais ajudaram muitas pessoas a viverem dignamente, muitos outros conheceram os seus direitos de cidadãos e receberam o estímulo para viverem como pessoas de bem e protagonista na construção de uma sociedade mais justa e fraterna”, completa.

Autor

Da Reportagem Local
Redação de O Regional

Por Stella Vicente | 28 de fevereiro de 2024
Grupo de escoteiros de Catanduva promove curso para voluntários
Por Stella Vicente | 28 de fevereiro de 2024
IFSP encerra hoje as inscrições para cadastro reserva de vagas remanescentes
Por Guilherme Gandini | 27 de fevereiro de 2024
Diretoria da Abracrim tem advogado de Catanduva pela primeira vez