Párocos de Catanduva reforçam a importância da Páscoa para a fé católica
Manifestações dos padres Jonas Pimentel, Weisller dos Santos e Rosinei Pezzini mostram que a data é a mais importante da liturgia
Foto: Divulgação/Igreja São Judas - Padre Weisller aponta que a Semana Santa é oportunidade para refletir a palavra de Deus
Por Da Reportagem Local | 31 de março, 2024

Os párocos responsáveis pela Sé Catedral Nossa Senhora Aparecida, Jonas Pimentel, pela paróquia São Judas Tadeu, Weisller Jefferson dos Santos, e pela Paróquia Santa Rita de Cássia, Rosinei Pezzini, reforçam a importância da celebração da Páscoa para a fé católica. As três igrejas contam com programações ao longo da Semana Santa, que se estendem até as missas deste Domingo de Páscoa.

Para padre Jonas, a Semana Santa é o momento mais importante da vida de fé católica. “Celebramos um Deus que se entrega por amor a cada um de nós. É quase impensável pensarmos em um Deus que possa morrer numa cruz, é impressionante um gesto desse que só se entende por amor. Há uma leitura que fazemos no Sábado Santo que diz que nós já devemos viver como ressuscitados. É lógico que a ressurreição, a passagem da morte para a vida, a Páscoa, ela acontece plenamente quando chegarmos ao céu, mas ela pode acontecer em pequenas coisas aqui na Terra.”

Ele ainda esclarece uma dúvida muito comum: afinal, a Páscoa é mais importante para os católicos que o Natal? Na opinião do padre Jonas, o nascimento de Jesus é grandioso, mas foi pela morte na cruz que Cristo se faz cordeiro e ressuscita, fazendo com que os fiéis ganhem a vida plena da salvação.

Já padre Weisller aponta que a Semana Santa é uma oportunidade para os cristãos católicos refletirem a palavra de Deus, a Luz da palavra e ensinamentos de Jesus, além de buscarem ter o mesmo sentimento que Ele. “A Igreja, através de atos litúrgicos de devoção e piedade, de espiritualidade profunda busca intensificar no coração dos fiéis aquele desejo de Jesus, de amar sem reservas e se comprometer com atitudes de misericórdia e perdão”, explica o pároco.

A Festa de Páscoa, como salienta o padre Rosinei Pezzini, deve ser lembrada como a libertação da vida, da força da morte e provocar nas pessoas sentimentos verdadeiros de solidariedade e amor ao próximo. “As alegrias da celebração da Páscoa fortalecem a nossa fé e nossa aposta de que ‘um outro mundo é possível’, onde haja vida plena e abundante para todos.”

Autor

Da Reportagem Local
Redação de O Regional

Por Guilherme Gandini | 19 de abril de 2024
Encontro de Veículos Antigos deve atrair multidão com 2 dias de atrações
Por Da Reportagem Local | 19 de abril de 2024
Direito da Unifipa recebe ‘Selo OAB Recomenda’ pela segunda vez
Por Da Reportagem Local | 19 de abril de 2024
Recanto Monsenhor Albino estimula idosos em oficina de pizzas