Órgão do MEC vai fazer estudo sobre universidade federal em Catanduva
Pleito é encaminhado pela deputada estadual Beth Sahão, que esteve no Ministério da Educação para defender proposta
Foto: Dimitri Sales/Divulgação/Assessoria - Deputada Beth Sahão em reunião com a diretora do Ministério da Educação, Tânia Mara Francisco
Por Da Reportagem Local | 06 de junho, 2024

A deputada estadual Beth Sahão (PT) reuniu-se na noite desta terça-feira, 4 de junho, em São Paulo, com a diretora do setor de Desenvolvimento da Rede de Instituições Federais de Educação Superior, do Ministério da Educação, Tânia Mara Francisco. O encontro foi mais um passo importante na direção da conquista de uma universidade federal para Catanduva.

A parlamentar discutiu com a diretora da Difes/Sesu/MEC os principais argumentos para que o município receba um campus da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), cuja solicitação formal já se encontra em poder do ministro da Educação, Camilo Santana.

O MEC, inclusive, já instaurou o Processo nº 23123.002262/2024-1, com este objetivo, e delegou ao órgão sob responsabilidade de Tânia Mara a missão de produzir estudo técnico de viabilidade e planejamento com vistas à instalação do campus.

“Dentro da nossa Diretoria, vamos proceder conforme o solicitado. Recebemos o ofício e vamos fazer essa análise de viabilidade. Acredito que ali em Catanduva nós temos uma região populosa e que necessita, sim, ter uma universidade federal. Vamos trabalhar para que possamos alcançar o êxito esperado”, disse Tânia Mara, referindo-se ao documento que recebeu das mãos da deputada.

Para Beth Sahão, que coordena na Alesp a Frente Parlamentar em Defesa das Universidades Públicas e Institutos de Pesquisa, a presença de uma instituição de ensino superior federal não só impulsionaria o desenvolvimento educacional e tecnológico de Catanduva e região, mas também catalisaria a pesquisa científica e atração de investimentos.

“Além disso, fortaleceria o comércio local e a economia como um todo, qualificaria mão de obra e geraria novas oportunidades de negócios. O setor agropecuário, que é forte na região, também se beneficiaria com novas tecnologias e pesquisas aplicadas”, afirmou Beth, que desde o ano passado está mobilizada com este intuito, tendo já participado de várias reuniões em Brasília, inclusive no próprio MEC e com diversos ministros e deputados federais aliados, em busca de apoio.

“A implementação de um campus da Universidade Federal de São Carlos ajudaria, ainda, a evitar a fuga de cérebros, fixando nossos jovens talentos na cidade. Esses fatores combinados promoveriam um ciclo virtuoso de crescimento econômico e social, consolidando Catanduva e região como um polo de inovação e progresso no interior de São Paulo”, concluiu a deputada.

Autor

Da Reportagem Local
Redação de O Regional

Por Guilherme Gandini | 23 de junho de 2024
MP pede interdição de escolas sem alvará; 13 ainda estão sob risco
Por Da Reportagem Local | 23 de junho de 2024
Governo de SP antecipa R$ 1 milhão para reforçar saúde em Catanduva
Por Guilherme Gandini | 21 de junho de 2024
Prefeitura doa área para construção de subestação de energia elétrica