Julinho enaltece gestão na Alesp e diz que vai trabalhar para reeleger Carlão Pignatari nas eleições
Ex-vereador de Catanduva é secretário de Administração da Assembleia Legislativa de SP
Foto: ARQUIVO PESSOAL - Julinho destaca projetos de economia e sustentabilidade implantados na Alesp
Por Guilherme Gandini | 10 de abril, 2022
 

A devolução de R$ 131 milhões feita pela Assembleia Legislativa de São Paulo, a Alesp, ao Governo do Estado, é uma das conquistas celebradas pelo catanduvense Julinho Ramos, secretário de Administração da Casa Legislativa. O trabalho compõe um dos pilares do mandato do presidente Carlão Pignatari, ao lado dos deputados Luís Fernando e Rogério Nogueira. 

“É resultado do esforço da mesa diretora e da diretriz imposta desde a posse, buscando redução de gastos. A administração fez um grande levantamento, enxugando despesas, renegociando e até extinguindo contratos, como os de táxi e da frota da própria assembleia, que tinha custo altíssimo com manutenção, seguro e a estrutura para manter essa frota em dia”, diz Julinho, em entrevista exclusiva ao Jornal O Regional. 

Segundo ele, também foram reduzidos contratos de Correios, de combustível e renegociado o de limpeza. “É uma somatória de esforços da administração e também dos parlamentares, que também reduziram os gastos das verbas de gabinete”, emendando que, em junho, a Alesp ainda doou R$ 18 milhões para a compra de 179 mil cestas básicas pelo governo estadual. 

Além disso, a nossa frota foi leiloada e teve o valor revertido para o Fundo Social. Ou seja, são R$ 155 milhões economizados durante o ano de 2021”, contabiliza o gestor. 

Julinho diz que a economia só foi possível porque a Alesp se dispôs a modernizar seus fluxos, reduzir e unificar sistemas e, nas palavras dele, “fazer mais com menos”. “Além da economia de recursos, a gente levou benefícios para a população. Por exemplo, o tempo de espera para respostas da Lei de Acesso à Informação chegava a 27 dias, hoje são 13 dias em média.” 

A modernização da gestão da Alesp também teve como foco a sustentabilidade. Um dos programas criados pelo presidente Carlão Pignatari e a mesa diretora, segundo Julinho, é o Alesp Preserva, que possibilitou redução de impressões a partir da transformação dos processos físicos em digitais. Só no ano de 2021, a assembleia deixou de imprimir 180 mil folhas de processos.  

“O Alesp Preserva também proporcionou economia de água e energia elétrica. A previsão era economizar quase R$ 900 mil em energia elétrica e, agora, seguimos para uma segunda fase que é a implantação da energia fotovoltaica. Estamos com o projeto executivo pronto e vamos para a contratação e instalação das placas, bem como a revisão do sistema hidráulico da casa, que tem muito desperdício, não só pelo uso inadequado, mas devido a encanamentos antigos.” 

A questão ambiental foi contemplada, ainda, em estudo que dimensionou a emissão de gases, como o dióxido de carbono, envolvendo toda a estrutura da Alesp. “Estamos zerando o nosso carbono. Vamos neutralizar aquilo que a gente emitiu nos anos de 2020, 2021 e 2022, plantando 20 mil árvores em parceria com a Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente do Estado de São Paulo, bem como a adesão ao Acordo do Clima, onde vamos inserir a neutralização”. 

O secretário frisa que as conquistas são fruto de uma somatória de esforços que tem apoio e respaldo dos servidores, que são mais de 4.100. Com esse engajamento, houve até mesmo a diminuição do uso de copos descartáveis: hoje, todos os funcionários têm seus copos próprios.  

CARLÃO PIGNATARI 

Julinho Ramos atua ao lado do presidente Carlão Pignatari, prefeito de Votuporanga por dois mandatos e, hoje, em seu terceiro mandato como deputado estadual. “Carlão é uma força da região e nos representa muito bem dentro da assembleia. É um líder nato, tanto que foi líder de governo, hoje é presidente do maior parlamento da América Latina e também é o segundo homem na linha sucessória do nosso Estado”, enaltece o gestor. 

Entre as qualidades destacadas por Julinho estão o rigor e respeito ao dinheiro público. “Carlão é um grande gestor, entende de administração pública, entende de orçamento, então ele acompanha de perto todas as ações que a administração da casa faz e fica sempre em cima, com muito rigor, pedindo boas práticas e o bom uso do recurso público, aplicar bem o recurso público, com respeito. É muito bom trabalhar ao lado dele. É uma grande referência, um grande representante, que faz muito por nossa região”. 

PRÓXIMOS PLANOS 

Quando questionado pela reportagem sobre seus próximos planos na gestão pública e o futuro da sua vida política, Julinho Ramos falou sobre a continuidade do trabalho na Assembleia Legislativa e que vai se dedicar para reeleger Carlão Pignatari nas eleições de 2022. 

“Primeiro, é um prazer poder trabalhar na Alesp, o maior parlamento da América Latina, me dedicar a uma área que eu gosto muito, que é a gestão pública, e com respaldo da mesa diretora. Então o próximo plano do Julinho Ramos como gestor público é esse: seguir trabalhando, me aprimorando. Durante o período da pandemia a gente aprendeu muito, eu tive a oportunidade de aprender muito. Estamos implantando dentro da assembleia diversas ações em parceria com grandes instituições, como a Fipe, a Fia, modelo de governança da assembleia, é pra mim gratificante gerir um grande orçamento, ter a experiencia que eu tive de grandes orçamentos na Secretaria de Educação e, agora, na Alesp, ao lado do Carlão”, detalhou. 

Já o Julinho Ramos político, diz ele, “vai trabalhar e se empenhar muito para reeleger o Carlão deputado estadual”. O foco será, em especial, a região de Catanduva. “É um dever meu enquanto cidadão, enquanto agente político e liderança dentro da nossa microrregião, trabalhar e me empenhar para que o Carlão seja reeleito. Essa é a grande missão política de 2022.” 

Autor

Guilherme Gandini
Editor-chefe de O Regional.

Por Guilherme Gandini | 23 de junho de 2024
MP pede interdição de escolas sem alvará; 13 ainda estão sob risco
Por Da Reportagem Local | 23 de junho de 2024
Governo de SP antecipa R$ 1 milhão para reforçar saúde em Catanduva
Por Guilherme Gandini | 21 de junho de 2024
Prefeitura doa área para construção de subestação de energia elétrica