Ituano domina Bax Catanduva e tem primeiro placar centenário da LBF
Apesar do resultado, time feiticeiro teve sua segunda melhor pontuação da temporada; restam apenas dois jogos
Foto: Guilherme Ribeiro - Jogando em casa, Bax Catanduva deixou adversário abrir vantagem no primeiro tempo
Por Guilherme Gandini | 22 de maio, 2024

Após a conquista do terceiro lugar na Copa LBF, o Ituano conquistou a primeira vitória centenária da LBF de 2024, na noite de segunda-feira, 20. A marca foi registrada contra o Bax Catanduva, que jogava em casa, no Anuar Pachá. Em jogo com alto volume ofensivo, o galo abriu larga vantagem no primeiro tempo e, apesar da reação do Bax na segunda etapa, fez 100 a 86.

A noite também teve recordes pessoais e duplos-duplos. A ala/pivô rubro-negra Lee Lisboa foi a cestinha do jogo, com 25 pontos e 7 bolas de três pontos em sua melhor atuação em seis anos na LBF. Mas a mais eficiente e eleita a Melhor Jogadora da Partida pela 12ª vez no ano foi Gabi Guimarães, com 19 pontos, 12 rebotes e 27 de eficiência.

Apesar da derrota, o Bax Catanduva teve sua segunda melhor pontuação da temporada, superada apenas pelos 87 pontos sobre o Unimed Campinas, em março. Destaques para Barbara, com 19 pontos, Thaissa, com 18, Bianca, com 14, e Natalia, que teve seu recorde pessoal de 17 assistências e a segunda maior marca da história da Liga de Basquete Feminino.

“Para quem gosta de basquete, 186 pontos, teve cesta de três, bandeja, de falta, teve bola de todo jeito, mas infelizmente a gente deixou o time de Itu abrir no primeiro tempo. Eles fizeram 60 pontos. Aí praticamente selou o resultado do jogo. A gente buscou o placar, chegou a estar a 14 pontos [de diferença], mas faltou perna no final”, analisou o técnico Cesamar Fernandes.

Ele lembrou que o time adversário veio de dois jogos seguidos, do final da Copa LBF, e que isso pesa na parte física; mas que, por outro lado, o Bax ficou 15 dias sem jogar e demonstrou falta de ritmo. “Ganhamos o segundo tempo, mas faltou ritmo no início de jogo, o conjunto deles fez a diferença. Quando a gente adquiriu ritmo, já era tarde demais para buscar o placar.”

Matematicamente, o Bax ainda tem chances de classificação para os playoffs, apesar de ter dois jogos difíceis pela frente: Sampaio Basquete, em casa, na segunda-feira, 27, e Santo André, fora. “Vamos fazer a nossa parte, ganhar o jogo aqui”, diz Cesamar. “Se a gente jogar como no segundo tempo, com a mesma disposição e postura, a gente faz jogo igual a igual com todo mundo.”

Autor

Guilherme Gandini
Editor-chefe de O Regional.

Por Guilherme Gandini | 23 de junho de 2024
Há 29 anos, atleta catanduvense registrava seu nome no Guinness Book
Por Da Reportagem Local | 23 de junho de 2024
Grêmio Novorizontino tem duelo em Recife, amanhã, pelo Brasileirão
Por Guilherme Gandini | 20 de junho de 2024
Catanduva, Tabapuã e Itajobi celebram sucesso de atletas no Paulista de Judô