Ipem-SP realiza verificação de taxímetros na sexta-feira em Catanduva
Ação é obrigatória para todas as categorias de táxi e exige agendamento prévio no site do instituto
Foto: Divulgação - Objetivo da verificação periódica é certificar que o taxímetro faz a medição correta
Por Da Reportagem Local | 23 de novembro, 2023

Os taxistas de Catanduva já podem consultar no site do Ipem-SP (https://www.ipem.sp.gov.br/) as datas das verificações. A próxima está programada para sexta-feira, dia 24 de novembro, conforme horários disponíveis no sistema, sendo o ponto de partida na avenida Benedito Zancaner, esquina com a Casa Branca, Jardim do Lago.

Para realizar a verificação, os taxistas devem agendar o horário de atendimento pelo site e emitir a GRU (Guia de Recolhimento da União) para o pagamento da taxa. Sem a quitação e o agendamento on-line, a verificação não será realizada.

De acordo com o Ipem-SP, todos os serviços referentes a taxímetro devem ser agendados, tanto para "Verificação" como para "Outros Serviços" como, por exemplo, troca de titularidade, furto, roubo, baixa de taxímetro e atraso de verificação. O taxista está sujeito à penalidade em caso de atraso ou não comparecimento à verificação anual.

Na data da vistoria, o taxista ou o responsável pelo veículo deve apresentar os seguintes documentos: alvará de estacionamento fornecido pela prefeitura dentro do prazo de validade; certificado de registro e licenciamento de veículo (categoria aluguel); certificado da última verificação do Ipem-SP, referente ao exercício de 2022; e a GRU quitada.

Os serviços de reparo ou manutenção dos taxímetros deverão ser realizados pelas oficinas permissionárias devidamente autorizadas para a execução das atividades neste ano. Os taxistas autuados por trafegar com o taxímetro irregular têm dez dias para apresentar defesa.

O objetivo da verificação periódica dos taxímetros é certificar se o preço registrado pelo equipamento corresponde, com base na distância e no tempo gasto, ao trajeto percorrido pelo veículo. A fiscalização abrange também a análise das condições gerais dos veículos, como a rolagem e rodagem dos pneus e do taxímetro (tarifa, lacres, entre outros).

FIQUE DE OLHO

Para identificar se o taxímetro foi verificado pelo Ipem-SP, o consumidor deve observar a existência do lacre amarelo, que impede o acesso à regulagem do aparelho, e do selo do Inmetro. Caso o lacre esteja rompido, o consumidor não deve aceitar a corrida, pois o aparelho pode apresentar medição incorreta.

O valor da bandeira é estabelecido pela prefeitura de cada município, mas é importante estar atento ao horário em que as bandeiras ‘um’ e ‘dois’ podem ser utilizadas, para não pagar mais caro pela corrida.

Prefeitura não diz se levantamento avançou

A Prefeitura de Catanduva iniciou, este mês, levantamento dos taxistas que realmente utilizam as vagas de estacionamento exclusivas demarcadas para eles na cidade. O intuito é readequar o número de vagas disponíveis para a categoria. O estudo atende a pedido apresentado ao prefeito Padre Osvaldo, via ofício, pelo presidente do Sincomercio, Ivo Pinfildi Júnior.

Na visão de Pinfildi, já não há mais razão para esse tipo de benefício, tendo em vista que o surgimento do transporte por aplicativo, oferecido atualmente por várias empresas na cidade, colocou fim à necessidade de estabelecer um ponto único para requisitar esse tipo de serviço.

Questionada nesta quarta-feira, 22, a Secretaria de Mobilidade e Trânsito não informou se houve avanço no levantamento e se utilizará o trabalho de fiscalização do Ipem-SP para agilizar o contato com os taxistas, já que a maioria deles deverá passar pela verificação dos taxímetros.

Autor

Da Reportagem Local
Redação de O Regional

Por Da Reportagem Local | 24 de julho de 2024
Terceiro lote do Imposto de Renda destina R$ 61,6 milhões à região
Por Da Reportagem Local | 24 de julho de 2024
PAT de Catanduva tem quase 100 vagas de emprego disponíveis
Por Da Reportagem Local | 24 de julho de 2024
Abertas as inscrições para a Olimpíada de Eficiência Energética