Homem procura irmãs gêmeas e última pista obtida é em Catanduva
José Nilton Ferreira da Silva tenta encontrar Marli e Marlene desde que a família se separou, ainda na Bahia
Foto: Arquivo Pessoal - José Nilton com as irmãs Maria Eunice e Maria da Conceição: sonho é reunir a família
Por Da Reportagem Local | 28 de março, 2024

Vem chegando a Páscoa e a data em que se comemora a ressurreição de Jesus é marcada pela reunião das famílias, porém nem sempre é possível que ela esteja completa. Esse é o caso do serralheiro José Nilton Ferreira da Silva, de 62 anos, que mora em São Bernardo do Campo. Há anos ele procura por suas irmãs, as gêmeas Marli e Marlene, que podem estar em Catanduva.

José Nilton é o mais velho de cinco irmãos. Depois dele nasceram Maria Eunice, Maria da Conceição e as gêmeas Marli e Marlene. Quando ele tinha 7 anos de idade, sua mãe Neusa Ferreira da Silva morreu dando à luz a outro bebê, que também não resistiu e faleceu. O drama familiar começa exatamente nesse momento. Na época, eles moravam em Iramaia, na Bahia.

A partir daí, a família se separou. As gêmeas Marli e Marlene acompanharam o pai, Francisco Alves Moreira, conhecido como Francisquinho, que teria ido para Catanduvas, no Paraná, e depois Catanduva, em São Paulo. Ele teria morrido em um acidente de caminhão. Já José Nilton ficou com uma tia e depois morou de favor com outro parente em Guanambi, ainda na Bahia.

Suas irmãs Maria Eunice e Maria da Conceição perderam o contato com o irmão e receberam a notícia de que ele teria ido para São Paulo e sido vítima de atropelamento. Somente ao voltar a Iramaia, já casado, e reencontrar as irmãs, é que José Nilton desfez o mal entendido. Tempos depois, ele e as irmãs realmente se mudaram para terras paulistas e vivem em Araçatuba.

A última dica sobre o paradeiro das gêmeas conseguida pela família é que Marli teria se casado com um espanhol de apelido Cido. “Essa foi a última pista que tive dela”, lamenta José Nilton, pai de quatro filhos cujo maior sonho é reencontrar as irmãs e reunir toda a família. “Minha família é pequena, eu sempre fiz de tudo pra encontrar todo mundo, reunir todo mundo.”

Quem tiver alguma informação sobre as irmãs Marli e Marlene pode entrar em contato com José Nilton pelo telefone 11 96592-9733 ou com a filha dele, Jaquelini, pelo 19 98830-1759. Também é possível encaminhar mensagem para o WhatApp do jornal O Regional: 17 93500-9755.

Autor

Da Reportagem Local
Redação de O Regional

Por Da Reportagem Local | 19 de maio de 2024
Unifipa abre inscrições para Segunda Licenciatura em Educação Especial
Por Guilherme Gandini | 18 de maio de 2024
Antigomobilistas realizam encontro mensal de carros na Praça da Matriz
Por Guilherme Gandini | 17 de maio de 2024
Foragido da saidinha é preso suspeito de matar idosa com marreta