Governo de SP lança programa de intercâmbio para o Ensino Médio
Projeto prevê mil bolsas de estudo em 5 países e curso intensivo de inglês para 70 mil alunos e 15 mil professores
Foto: Marcelo S. Camargo/Governo de SP - Governador assinou projeto que será analisado pela Assembleia Legislativa de São Paulo
Por Da Reportagem Local | 07 de novembro, 2023

O governador Tarcísio de Freitas lançou nesta segunda-feira, 6, no Palácio dos Bandeirantes, o programa Prontos pro Mundo de intercâmbio gratuito. O projeto de lei enviado à Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) prevê a oferta de mil bolsas de estudo de seis meses em cinco países de língua inglesa e a oferta de um curso intensivo e online de inglês para 70 mil alunos e 15 mil professores da rede estadual de ensino.

“Para nós, o Prontos pro Mundo é um dos programas mais importantes de todo o governo. Porque ele tem a ver com futuro, transformação e oportunidades que têm o poder de mudar a vida de milhares de estudantes. Eu acredito na transformação pela educação e tenho certeza que vocês também acreditam”, disse Tarcísio.

A cerimônia reuniu o secretário da Educação, Renato Feder, o presidente da Alesp, André do Prado, autoridades estaduais e municipais, dirigentes de ensino, professores, estudantes e representantes de conselhos educacionais. O investimento do Governo do Estado para a criação da nova política pública será em torno de R$ 120 milhões.

Após a Alesp aprovar a criação do programa pela Secretaria da Educação, o Prontos pro Mundo será instituído em duas fases. Na primeira, 70 mil alunos serão beneficiados com um ano de curso de inglês no formato on-line, ao vivo, no contraturno escolar. Alunos matriculados em 2023 no 9º ano do ensino fundamental já estão aptos a participar.

Na segunda fase, mil alunos serão selecionados para o intercâmbio, sendo um estudante de cada uma das 645 cidades paulistas e outros 355 selecionados proporcionalmente entre as 91 Diretorias de Ensino.

A seleção será feita por meio de provas de inglês aplicadas na metade e no final do curso. São pré-requisitos as notas do Saresp (Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo) e a frequência escolar a partir de 85%, além de idade mínima e autorização dos pais e responsáveis.

TUDO DE GRAÇA

Todas as despesas da experiência internacional dos alunos, como emissão de passaporte, obtenção de visto, hospedagem, aulas, traslados e passagens aéreas serão custeadas pelo Estado. Os alunos também terão uma bolsa-auxílio para despesas pessoais durante a estadia no exterior, na casa de uma família anfitriã ou em residências estudantis.

O intercâmbio vai acontecer em escolas nos Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, Austrália e Nova Zelândia. Os embarques serão feitos após período de preparação dos alunos e responsáveis no ano subsequente ao curso de inglês, quando os estudantes estiverem no 2º ano do ensino médio. No exterior, o semestre letivo terá equivalência a igual período no Brasil.

O programa ainda vai selecionar 15 mil professores de inglês da rede estadual para o curso intensivo de inglês, e cem deles devem ser selecionados para intercâmbios de um mês a partir de 2025. As regras de seleção dos professores serão regulamentadas após a aprovação do projeto de lei do Prontos pro Mundo pela Alesp.

Autor

Da Reportagem Local
Redação de O Regional

Por Guilherme Gandini | 21 de fevereiro de 2024
Encontro de Juventude terá três dias de programação a partir de amanhã
Por Da Reportagem Local | 21 de fevereiro de 2024
Câmara promove sessão alusiva à Campanha da Fraternidade
Por Da Reportagem Local | 21 de fevereiro de 2024
Governo estadual abre inscrições hoje para o 1º Concurso da Cachaça