Gastos da Câmara de Catanduva caem em 2021; valor per capita é o menor da série histórica
Foto: O REGIONAL - Câmara reduziu suas despesas entre anos de 2018 e 2021
Por Guilherme Gandini | 24 de abril, 2022
 

A Câmara de Catanduva consumiu menos recursos públicos em 2021 do que nos anos anteriores. De acordo o 'Mapa das Câmaras', levantamento feito pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE), o gasto com pessoal e custeio per capita – quando a despesa total é dividida pelo número de habitantes – foi o menor da série histórica: R$ 59,84. 

Esse foi o valor pago por cada cidadão catanduvense, no ano passado, para manter o Legislativo funcionando, chegando ao total de R$ 7,3 milhões no ano. O dado é referente ao primeiro ano de presidência do vereador Gleison Begalli (PDT). 

Um ano antes, em 2020, o gasto total foi de R$ 8,6 milhões, com o valor per capita de R$ 70,32. Voltando mais um ano, segundo o TCE, os números foram de pouco mais de R$ 8 milhões, com R$ 65,92 por habitante. O presidente do período foi o vereador Luís Pereira (PSDB). 

Fechando a sequência histórica disponível no site do Tribunal de Contas, no ano de 2018 a Câmara de Catanduva gastou mais de R$ 11 milhões, elevando a despesa per capita para R$ 91,09. Naquele exercício e no anterior, o ex-vereador Enfermeiro Ari era o presidente. 

Em todo o Estado de São Paulo, de acordo com o TCE, as 644 Casas Legislativas analisadas, que somam 6,9 mil vereadores, consumiram montante de R$ 2,8 bilhões em 2021. Não entra na conta apenas a Câmara da capital paulista, que não é fiscalizada pelo órgão. Os gastos representam queda nominal de R$ 60,4 milhões em relação ao ano anterior. 

O gasto per capita do Legislativo local ficou bem abaixo da média estadual. Conforme o 'Mapa das Câmaras', o custo para a manutenção dos legisladores, em plenários que vão de nove a 34 cadeiras, considerando a população estimada em 34.252.760 habitantes, segundo dados do IBGE de 2021, alcançou média per capita de R$ 83,32, enquanto em 2020 foi de R$ 85,81. 

REGIÃO 

Na região de Catanduva, a Câmara com menor gasto per capita em 2021 foi a de Palmares Paulista: R$ 40,91, com despesa total de R$ 560,1 mil. Na sequência, aparecem Santa Adélia, com R$ 56,24 e R$ 879,5 mil, Urupês, R$ 61,37 e R$ 856,9 mil, Pindorama, R$ 65,93 e R$ 1,1 milhão, e, fechando o top 5, a cidade de Novo Horizonte, com R$ 68,96 e R$ 2,8 milhões. 

O próximo grupo é composto por Itajobi, que gastou R$ 1,2 milhão, sendo R$ 82,89 por habitante, Pirangi, R$ 1 milhão e R$ 87,01, e Tabapuã, R$ 1,1 milhão e R$ 90,80. 

Com gastos per capita superiores a R$ 100 estão Novais (R$ 127,28 e R$ 770,9 mil), Catiguá (R$ 136,60 e R$ 1 milhão), Ariranha (R$ 137,13 e R$ 1,3 milhão), Paraíso (R$ 145,15 e R$ 948,6 mil) e Elisiário (R$ 176,45 e R$ 660,2 mil). Fechando a lista, aparecem Marapoama, que gastou R$ 712,1 mil, equivalente a R$ 229,25 por pessoa, e Embaúba, com R$ 850,2 mil e R$ 347,61. 

SÃO PAULO 

Segundo os dados do TCE, 18 Câmaras paulistas têm despesas que excedem o montante de recursos próprios arrecadados pelos municípios, oriundos, basicamente, do recolhimento de impostos e taxas. É o caso de Aspásia, no Noroeste do Estado, em que o gasto legislativo totaliza R$ 739,6 mil, valor 215,17% maior que a arrecadação do município.  

Já a cidade de Borá, com 839 moradores, contabilizou o maior valor gasto por número de habitantes, com R$ 925,53 para cada cidadão e R$ 776,5 mil ao todo. 

Composta por 33 parlamentares, a Câmara de Campinas foi a que apresentou maior custo, ultrapassando a marca de R$ 102 milhões. Já o Legislativo de Guarulhos, o maior plenário dentre os municípios paulistas, com 34 vereadores, consumiu mais de R$ 93 milhões. 

Autor

Guilherme Gandini
Editor-chefe de O Regional.

Por Rodrigo Ferrari | 18 de agosto de 2022
Projeto de reestruturação deve ir para a Câmara nos próximos dias
Por Guilherme Gandini | 18 de agosto de 2022
Empresa de Jundiaí faz menor proposta para remoção do lodo da ETE
Por Rodrigo Ferrari | 18 de agosto de 2022
Professores protocolam contraproposta salarial da categoria na Prefeitura