FPA participa de encontro sobre doação de órgãos e transplante renal
Evento apresentou plataforma digital de agendamento para profissionais do HB e 19 unidades de diálise de SP, MS e MG
Foto: Comunicação/FPA - Profissionais da Hemodiálise e da CIHDOTT da Fundação estiveram em Rio Preto
Por Da Reportagem Local | 22 de maio, 2024

O Hospital Padre Albino enviou sua equipe multiprofissional do setor de Hemodiálise para participar do 10º Encontro Regional das Unidades de Diálise com o Centro de Transplante Renal de São José do Rio Preto. O encontro aconteceu paralelo ao das Comissões de Doação e Transplantes de Órgãos, no sábado, 18, no Centro de Convenções da Famerp.

O principal objetivo do evento foi a apresentação, pelo Hospital de Base de Rio Preto (HB), da plataforma digital que vai melhorar o atendimento de 3 mil pacientes de diálise e sua inscrição na fila por transplante de rim. A nova tecnologia irá integrar as equipes das 19 unidades de diálise com os profissionais do HB.

A equipe do Hospital Padre Albino aproveitou o encontro para aprimorar a assistência no setor de Hemodiálise. “Tivemos apresentação dos dados atualizados das diálises e transplante renal da região, casos clínicos para melhor manejo e encaminhamento desses pacientes, bem como propostas de melhorias que buscam facilitar e agilizar o processo de inclusão em fila de transplante, no caso, a nova plataforma de teleatendimento. Tudo isso para melhorar nossa assistência dentro do hospital”, avaliou a psicóloga Vitória Aparecida Betussi

Também estiveram presentes no evento os profissionais da Comissão Intra-hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes/CIHDOTT da Fundação Padre Albino, que atuam nos hospitais Padre Albino e Emílio Carlos.

A programação tratou sobre qualificação no processo de morte encefálica, comunicação em situações críticas e entrevista familiar. “O evento buscou a interação entre comissões visando sanar possíveis dúvidas e questões cotidianas enfrentadas durante o processo de convencimento da doação de órgãos e tecidos, assim melhorando nossos índices”, explicou Carlos Eduardo Mancini Gomes, enfermeiro coordenador da CIHDOTT-FPA.

Dentre os temas propostos no encontro foi apresentada a autorização eletrônica de doação de órgão (www.aedo.org.br), projeto já em uso pelos cartórios do Brasil, onde o cidadão pode manifestar oficialmente em vida, e sem sair de casa, seu desejo de doar os órgãos e tecidos. A conduta pode auxiliar a decisão familiar no processo de convencimento feito pela CIHDOTT.

NÚMEROS

Com a cooperação das equipes de hemodiálise e CIHDOTT das unidades da região, no ano passado o Hospital de Base registrou aumento recorde no número de transplantes de rins, saltando para 124 procedimentos.

O coordenador da Organização de Procura de Órgãos (OPO) do HB, João Fernando Picollo, falou da importância de manter os profissionais integrados para melhorar ainda mais os indicadores.

“Nossa região tem bons números de aceitação das famílias e de doadores por milhão de habitantes. Para se ter ideia, a referência mundial no número de doadores por milhão de habitantes é a Espanha, que está em 50. Nós temos aqui um número de 45, graças aos encontros como estes e capacitação dos profissionais de Rio Preto e toda região”, ressaltou.

Autor

Da Reportagem Local
Redação de O Regional

Por Da Reportagem Local | 23 de junho de 2024
Elias Nechar conquista cinco medalhas no Concurso Canguru de Matemática
Por Guilherme Gandini | 23 de junho de 2024
Instituto Federal faz seleção para vagas no curso de Fabricação Mecânica
Por Da Reportagem Local | 23 de junho de 2024
Ciesp inicia pesquisa para suprir demandas do setor industrial