Dupla latina realiza atividade pedagógica ABC - Audiovisual, Bola e Câmera
A brasileira Mônica e o chileno Seba estarão no Sesc Catanduva com projeto lúdico que conecta habilidades para a vida
Foto: Divulgação - Mônica e Seba realizarão atividade que mistura lúdico e habilidades para a vida
Por Da Reportagem Local | 27 de junho, 2024

Entre os dias 1° e 8 de julho, desembarca em Catanduva a dupla latina do projeto pedagógico Gondwana Futebol & Cultura. A vinda tem um motivo especial: eles estarão no Sesc Catanduva com a metodologia ABC - Audiovisual, Bola e Câmera, compartilhando saberes com crianças, adolescentes e demais faixas etárias.

A ação vai se chamar “Futebol é Cultura” e será proporcionada pela brasileira Mônica Saraiva (jornalista, fotógrafa, educomunicadora e documentarista), e o chileno Seba Acevedo (ex-atleta de futebol, futsal, freestyle e educador social). A atividade mistura o lúdico com conhecimentos e habilidades para a vida.

“Estamos muito felizes de estar em Catanduva compartilhando nosso trabalho que conecta cultura, esporte e educação. O Sesc é maravilhoso e será uma honra participar da sua programação durante esses dias. Vai rolar muitos registros fotográficos pelo olhar das(os) participantes e conversas que impulsionam sonhos e ideias”, conta Mônica Saraiva, cofundadora do projeto.

Ela trabalhou 10 anos na comunicação do Museu do Futebol, Estádio do Pacaembu, onde também fotografou craques do futebol como Pelé, Ronaldo Fenômeno, Milene Domingues, Aline Pellegrino, entre tantas outras pessoas.

A metodologia ABC usa a bola e a câmera como ferramentas alfabetizadoras em habilidades sociais. Na atividade do Sesc, também será exibido o teaser do documentário independente “Gondwana, A Bola Conecta”, que têm o propósito de usar o futebol para contribuir no desenvolvimento das ciências, estudando fenômenos geológicos, históricos, sociais e culturais que explicam a relação entre Brasil e África.

“Eu sou chileno, então trazer para as pessoas minha cultura a partir da bola e o idioma espanhol será um dupla jogada de aprendizagens inesquecíveis”, fala Sebastian Acevedo, cofundador do projeto. Ele também é professor universitário no Chile e contribui com sua experiência no Laboratório de Inovação Esportiva SportsColab para América Latina.

ONDE TUDO COMEÇOU

Mônica e Sebastián se conheceram na cidade de São Paulo, no Festival de Cinema de Futebol (CINEfoot) em 2019. Ambos descobriram um sonho em comum: viajar pelo mundo usando uma bola e uma câmera para contar histórias, conectando as culturas da América Latina e África.

À medida que o projeto foi crescendo, entenderam que o propósito era atuar na área da educação, criando em 2021 a Metodologia ABC e, em 2024, a Associação Cultural e Esportiva Gondwana. O projeto já alcançou mais de 1.000 estudantes, 300 professores, 30 lugares, 5 países e 5 Festivais de Cinema.

POR QUE GONDWANA?

Gondwana foi um supercontinente que existiu ao sul da linha do Equador, por volta de 200 milhões de anos, durante o período triássico, que incluía a junção de terras dos atuais continentes da Antártida, América do Sul, África, Índia, Austrália, Nova Zelândia, Madagascar, Nova Guiné, Nova Caledônia, além das Ilhas Seicheles. O nome escolhido para o projeto representa um ponto de encontro entre a cultura latino-americana, africana e os territórios do Sul Global.

Autor

Da Reportagem Local
Redação de O Regional

Por Guilherme Gandini | 18 de julho de 2024
Espetáculo circense é atração nesta quinta no Sesc Catanduva
Por Guilherme Gandini | 18 de julho de 2024
Escritora realiza oficina gratuita de roteiro para cinema em agosto
Por Guilherme Gandini | 15 de julho de 2024
Publicitário de Paraíso lança livro com criaturas folclóricas no Brasil de 2097