Consultoria de SP cuidará do marketing e do comercial do Grêmio Catanduvense
Fase inicial do trabalho terá diagnóstico da realidade da cidade e conversas iniciais com empresas
Foto: ARQUIVO PESSOAL - Nome que está à frente desse projeto é Marcos Farber, proprietário da Farber Marketing Esportivo
Por Rodrigo Ferrari | 24 de agosto, 2022
 
 

Prosseguindo com seu projeto de retomada, iniciado com a eleição do ex-atleta Sérgio Gomes para a presidência da diretoria, o Grêmio Catanduvense acaba de oficializar parceria com a Farber Marketing Esportivo, de São Paulo. A consultoria ficará responsável pelas áreas comercial e de marketing do clube.    

O nome que está à frente desse projeto é Marcos Farber, proprietário da empresa. “Estou com sangue nos olhos para fazer esse trabalho dar resultados”, afirma. Formado em administração, ele atua há mais de dez anos na área de marketing esportivo, além de possuir pós-graduações e MBAs na área.    

Farber também coleciona trabalhos em clubes do interior, caso do Londrina e do Atlético Clube Paranavaí, ambos do Paraná, e do Suzano, na Grande São Paulo. Sua última consultoria na área foi prestada junto ao Potiguar, de Mossoró, que disputa a primeira divisão do Campeonato do Rio Grande do Norte.    

No início de setembro, entre os dias 7 e 10, ele estará em Catanduva para dar o pontapé inicial no projeto. Sua intenção é realizar um diagnóstico da realidade local, com base na análise de dados socioeconômicos. “A partir daí, poderei formular um projeto aprofundado”, explica.    

Também estão previstas reuniões com empresas, durante essa visita. Inicialmente, as conversas serão com companhias instaladas em Catanduva. “A ideia é mostrar a eles a importância de terem sua marca associada ao clube. Não se trata apenas de estampar o nome na camisa nem de passar com o pires na mão, pedindo dinheiro a empresários. Estou falando de ativação da marca, onde os patrocinadores terão retorno concreto d seu investimento, passível de ser mensurado”, diz Farber.   

Nessa fase inicial, o desafio será mudar a impressão negativa que possíveis patrocinadores guardam em relação a investidores e empresas que vêm de fora para atuar no futebol de Catanduva. “Sabemos de experiência recentes ruins ocorridas na cidade, mas quero deixar claro que faremos um trabalho sério, transparente e idôneo”, afirma.    

A busca por eventuais parceiros e apoiadores do Grêmio não ficará restrita a Catanduva. “É evidente que a cidade, por ser a sede do clube, terá sempre a nossa prioridade. Mas isso não me impede de visitar municípios localizados em um raio de 50 quilômetros de distância, onde pode haver empresas interessadas em investir em futebol, mas que nunca tiveram essa oportunidade”, diz Farber.   

Por ora, o consultor prefere ser comedido em relação ao antever os resultados que poderão ser alcançados com o projeto. “Tenho certeza de que a população de Catanduva está ansiosa com o retorno do Grêmio. Quem sabe, em breve poderemos comemorar o retorno do time à primeira divisão e mesmo contar com iniciativas como programa de sócio-torcedor e tudo mais. Sonhar não custa nada. Mas temos de trabalhar com a cabeça, de maneira séria, para que possamos atingir nossos objetivos”, afirma. 

 

Autor

Rodrigo Ferrari
É jornalista de O Regional.

Por Da Reportagem Local | 17 de maio de 2024
Novorizontino faz último treino no Jorjão e recebe o Coritiba pelo Brasileirão
Por Guilherme Gandini | 16 de maio de 2024
Catanduva estreia com vitória no Brasileiro Interclubes de Basquete
Por Da Reportagem Local | 16 de maio de 2024
Atletas brilham no Judô nos Joguinhos da Juventude em Rio Preto