Catiguá registra boletim e oficia Ministério Público após série de furtos em vicinal
Rodovia vicinal que passa pela Usina Cofco aguarda obras de recuperação pelo DER
Foto: PREFEITURA DE CATIGUÁ - Sinalizadores avaliados em R$ 420 foram furtados na vicinal entre Catanduva e Catiguá
Por Guilherme Gandini | 21 de junho, 2022
A Prefeitura de Catiguá registrou boletim de ocorrência, na segunda-feira, 20, depois que placas, cones, sinalizadores e outros equipamentos utilizados para interditar a rodovia vicinal José Fernandez, entre Catanduva e Catiguá, foram furtados no final de semana. O Ministério Público de São Paulo também foi oficiado pelo Executivo sobre a situação.  
 
No texto encaminhado ao MP, o prefeito Claudemir José Grava, o Mizinho (União Brasil), frisa que a via está interditada e sinalizada desde fevereiro de 2022, já que as fortes chuvas do início do ano danificaram o aterro existente na altura do km 9, com risco de desmoronamento. Mas, que, apesar dos esforços, os crimes são recorrentes no local.  
 
“A interdição da vicinal, neste final de semana, foi elaborada com terra no local, intensificando-se também as diversas faixas ao longo da rodovia informando da interdição, bem como nos meios de comunicação”, detalhou o prefeito, lembrando que já existe projeto de reconstrução do trecho pelo DER - Departamento de Estradas de Rodagem, com pedido de prioridade.  
 
Conforme descrito no B.O, o recapeamento asfáltico foi feito até o ponto em que estavam sinalizadores, colocados para alertar para barreira de terra com cones para orientação do tráfego. Os dois equipamentos levados, segundo a Prefeitura, estão estimados em R$ 420. O reforço na sinalização foi feito após acidente com motocicleta no local. 

Autor

Guilherme Gandini
Editor-chefe de O Regional.

Por Da Reportagem Local | 19 de maio de 2024
Ibirá e Olímpia aparecem na lista dos 70 destinos pra viajantes 60+
Por Da Reportagem Local | 19 de maio de 2024
Aquishow aborda aquicultura da produção ao consumo em Rio Preto
Por Da Reportagem Local | 17 de maio de 2024
Rodovia entre Itápolis e Jaboticabal é primeira a receber o ‘Free Flow’