Catanduva vence, mas erro em substituições pode gerar punição
Santo fez seis trocas na partida contra o Grêmio Prudente, mas apenas cinco são permitidas; punição pode ser a perda de pontos
Crédito: Tamires Estruzani - O próximo desafio do Catanduva será em casa, contra o Itapirense, na quarta-feira
Por Stella Vicente | 30 de janeiro, 2024

O Catanduva Futebol Clube venceu pela segunda vez no Campeonato Paulista da Série A3, jogando contra o Grêmio Prudente no último sábado, dia 27. A partida, que aconteceu no Estádio Municipal Paulo Constantino, em Presidente Prudente, terminou em 2 a 1, mas foi marcada pela polêmica das seis substituições feitas pelo Santo, sendo que apenas cinco são permitidas.

Os donos da casa saíram na frente do placar no início do segundo tempo, com Iury. Aos 74 minutos, Michelon, de fora da área, acertou um grande chute e empatou para o Catanduva. Mais tarde, aos 81, Thiago Ribeiro virou o jogo para o Santo com um gol “de letra”, após passe na medida de Michelon. Os dois entraram no decorrer da partida e decidiram o duelo.

Ao todo, seis jogadores do Catanduva saíram do banco, excedendo o limite definido para jogos oficiais desde a pandemia. Segundo a súmula, a primeira troca foi feita no intervalo, quando Romailson saiu para a entrada de Michelon. Aos 60 minutos, uma troca dupla: saíram Gustavo e Thiago para a entrada de Marcos e Alef. Aos 73, Elivelton saiu para Gilberto entrar. A quinta troca registrada foi a de Caio Vieira por Thiago Ribeiro, aos 79 minutos. No entanto, esta teria sido a sexta troca, pois segundos antes, no que seria uma nova troca dupla, Nathan entrou no lugar de Pedro.

O fato foi informado pelo árbitro Vinícius Bettio nas observações da súmula do jogo. Ainda não houve definição sobre possíveis punições ao time. O advogado do Santo, Matheus Galhardo, especialista em Direito Desportivo, afirmou à reportagem, no domingo, 28, que aguardará a manifestação dos órgãos responsáveis – o que não aconteceu até o fechamento desta edição.

“É uma situação bem inusitada, anos e anos de profissão junto à Justiça Desportiva e nunca nos deparamos com uma situação desse naipe. E por conta até de ser inusitado, a gente aguarda os próximos. O Catanduva prefere não abrir sua linha de defesa, prefere aguardar uma citação oficial acerca do ocorrido, que a gente entende que é através do Tribunal de Justiça Desportiva”, disse.

AVALIAÇÃO

O técnico Ivan Canela, que já considerava o empate como um bom resultado para o Santo, que jogava fora de casa e contra um dos candidatos ao acesso, celebrou a vitória e os três pontos. “É um resultado muito importante. Fora de casa a gente joga para pontuar, um ponto está excelente e se viesse os três, melhor ainda. Então temos que ter sabedoria, os pés no chão, para a sequência. Foram dois jogos e seis pontos, mas a gente sabe que a batalha é longa, então temos que ter tranquilidade.”

Ele ainda enalteceu o poder de reação do time. “É uma equipe que desde os amistosos vem mostrando essa característica e um jogo muito organizado. Nós organizamos isso durante a semana, nos dias que nós tivemos para treinar, e conseguimos colocar em prática, neutralizar o ponto forte [do adversário] e acabou que a gente conseguiu a vitória. A sensação é de dever cumprido”, afirmou Canela.

A opção do técnico de não iniciar o jogo com Thiago Ribeiro, que fez o gol da virada, tem explicação. Para Canela, o jogador é experiente e capaz de decidir a partida. Por esse motivo, opta por primeiro cansar a defesa adversária e depois colocá-lo em campo para ser efetivo, como foi da última vez.

Thiago Ribeiro, que fez seu segundo jogo pelo Catanduva, garantiu estar muito feliz por poder entrar no jogo e marcar seu primeiro gol com a camisa do Santo, que ainda foi “de letra”.

“O gol nos deu a vitória e três pontos importantes. Começar o campeonato com duas vitórias traz muita confiança e foi um golaço. Isso dá confiança para toda a equipe e para mim também para continuarmos fazendo um grande trabalho. Pés no chão, começamos bem, mas não tem motivo para se empolgar. [Temos que] manter a mesma humildade e seriedade em busca do nosso objetivo, que é tentar conseguir uma vaga na próxima fase”, afirma.

CALENDÁRIO

No momento, a equipe catanduvense é líder da competição com seis pontos conquistados, seguida pelo União Suzano e Bragantino II, ambos com 4 pontos. O próximo desafio do Catanduva será em casa, contra o Itapirense. O jogo será na quarta-feira, dia 31, às 20 horas, no Estádio Silvio Salles.

Autor

Stella Vicente
É repórter de O Regional.

Por Stella Vicente | 13 de abril de 2024
Bax Catanduva recebe o Corinthians na abertura do returno da LBF
Por Stella Vicente | 11 de abril de 2024
Catanduvense é 4º melhor no maior campeonato de fisiculturismo do país
Por Da Reportagem Local | 11 de abril de 2024
Catanduvenses são campeões na Superliga de Xadrez em Fernandópolis