Catanduva e Novo Horizonte não ampliam faixa etária da vacina contra a dengue
Recomendação partiu da Câmara Técnica de Imunizações do Ministério da Saúde
Foto: Reprodução/CNN - Primeiros lotes da vacina Qdenga podem estar próximos da data de validade
Por Da Reportagem Local | 19 de junho, 2024

As duas principais cidades da região, Catanduva e Novo Horizonte, não vão ampliar a faixa etária para a vacinação contra a dengue, conforme recomendado pela Câmara Técnica de Imunizações do Ministério da Saúde. A orientação é que seja ampliada a faixa etária, abrangendo pessoas de 4 a 59 anos, em municípios que possuam doses da vacina com vencimento próximo.

Os critérios devem ser definidos pelos municípios que tiverem doses sobrando. Diego Siviero, enfermeiro responsável pelo Setor de Imunização de Novo Horizonte, explica o motivo pelo qual o município ainda não fará essa ampliação.

“Essa ampliação é para os municípios que receberam os primeiros lotes das vacinas Qdenga. Esses lotes vão vencer agora em 30 de junho, por isso que eles ampliaram para a população de 4 anos até 59 anos, 11 meses e 29 dias. No município de Novo Horizonte, a validade da vacina é apenas para o ano que vem. Então não se enquadra ao município essa nota técnica”, detalhou.

Esse é o mesmo caso de Catanduva. De acordo com a Secretaria de Saúde, não existem na cidade lotes que estejam próximos ao vencimento. A vacinação continua no grupo prioritário de 10 a 14 anos e foram aplicadas próximas de 480 das 500 doses recebidas no primeiro lote.

Os pais que ainda não vacinaram seus filhos podem procurar uma das unidades de saúde do município, com exceção das que estão em reforma – no Lunardelli e Solo Sagrado. O atendimento é de segunda a sexta-feira, das 7 às 17 horas.

Já em Novo Horizonte, a vacinação está um pouco mais lenta. Foram vacinados aproximadamente 280 crianças e adolescentes; no primeiro lote, a cidade recebeu 594 doses do imunizante. A vacinação acontece nas unidades de saúde Alvorada, Central, Santa Clara e São Benedito, todos os dias, das 7 às 19 horas.

Autor

Da Reportagem Local
Redação de O Regional

Por Guilherme Gandini | 14 de julho de 2024
Catanduva registra média de três estupros por mês; realidade é pior
Por Guilherme Gandini | 14 de julho de 2024
Julinho Ramos celebra novo recorde de abertura de mercados para o agro
Por Guilherme Gandini | 14 de julho de 2024
Catanduva marca presença em encontro nacional de gestores da Assistência Social