Altobeli fatura dois títulos no Troféu Brasil em busca de vaga olímpica
Ele garantiu a classificação para representar o Brasil no Campeonato Sul-Americano de Atletismo, no final do mês
Foto: Carol Coelho/CBAt - Altobeli, que é atleta do Programa Olímpico da Marinha, venceu em Goiás e Curitiba
Por Guilherme Gandini | 11 de julho, 2023

O catanduvense Altobeli da Silva sagrou-se campeão brasileiro de atletismo no final de semana, ao conquistar dois títulos no Troféu Brasil Loterias Caixa, em Curitiba. Ele foi o mais rápido em duas provas individuais: 5 mil e 10 mil metros rasos, e obteve a classificação para representar o Brasil no Campeonato Sul-Americano de Atletismo, no final de julho, em São Paulo.

O Troféu Brasil é a maior competição interclubes da América Latina. O catanduvense defendeu o Esporte Clube Pinheiros, de São Paulo. Nos 5 km, completou a prova em 14 minutos, enquanto nos 10 km foram 29 minutos. No Sul-Americano, disputará vaga para as Olimpíadas de Paris 2024.

“Estou nessa fase nova, neste momento bacana, fazendo adaptação para tentar buscar o índice para os Jogos Olímpicos do ano que vem. Por isso que fui para a maratona. É bacana um catanduvense assim, saindo de Catanduva e ganhando o Brasil e representando muito bem”, comemora ele, orgulhoso com os resultados recentes.

Uma semana antes, Altobeli também venceu a 5ª Meia Maratona Internacional de Goiás, destacando-se entre os corredores mais velozes do Brasil e do mundo. Em uma final eletrizante, completou a corrida em 1:07:22, superando Giovane dos Santos por apenas 11 segundos.

O atleta tem como patrocinadores Unimed Catanduva, Marinha do Brasil, Esporte Clube Pinheiros - São Paulo, Bodyqtion, Loterias Caixa, Ministério do Esporte, Arena P7 e Clube de Tênis Catanduva.

SALTO EM DISTÂNCIA

Outro catanduvense que marcou presença no Troféu Brasil foi Lourival Neto, que participou da prova de salto em distância. O desafio foi disputado em duas etapas: fase de classificação, no dia 6, em que ele saltou 7,43m, e a final no dia 7, com 7,47m. Com esses resultados, o atleta conseguiu avançar para a prova final, porém terminou com a 8ª colocação geral.

Autor

Guilherme Gandini
Editor-chefe de O Regional.

Por Guilherme Gandini | 23 de junho de 2024
Há 29 anos, atleta catanduvense registrava seu nome no Guinness Book
Por Da Reportagem Local | 23 de junho de 2024
Grêmio Novorizontino tem duelo em Recife, amanhã, pelo Brasileirão
Por Guilherme Gandini | 20 de junho de 2024
Catanduva, Tabapuã e Itajobi celebram sucesso de atletas no Paulista de Judô