Abertas as inscrições para curso de Liderança e Empoderamento Feminino
Curso do Governo do Estado de São Paulo integra programa estadual TODAS in-Rede e promove discussões sobre empreendedorismo e direitos
Crédito: Governo de SP - Dados apontam que mais de 2,1 milhões de mulheres com deficiência residem em SP
Por Da Reportagem Local | 09 de fevereiro, 2024

A Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência (SEDPcD), com o apoio da Secretaria de Estado de Políticas para a Mulher (SP Mulher), abriu as inscrições para o curso gratuito de Liderança e Empoderamento Feminino do programa Todas in-Rede, que disponibiliza aulas online para mulheres com deficiência com temas que abrangem o empreendedorismo e os direitos femininos. As vagas são limitadas e as inscrições vão até 5 de março.

Criado em 2020 pela SEDPcD, o Todas in-Rede promove discussões sobre trabalho, renda, auto estima, empoderamento e independência, saúde feminina, prevenção à violência, relacionamentos interpessoais, envelhecimento, habilidade socioemocionais, fundamentação teórica, direitos, entre outros.

“O Todas in-Rede desempenha um papel crucial para mulheres com deficiência, dada a persistente realidade global da violência contra a mulher. O curso é uma jornada transformadora para as mulheres, proporcionando não apenas habilidades de liderança, mas também fortalecendo a confiança e a consciência do seu potencial. É um passo significativo em direção à construção de comunidades mais justas e igualitárias”, aponta a coordenadora do programa, Caroline Reis.

O curso conta com certificação, é online e acessível em Libras. As aulas desta nova turma ocorrerão às terças e quintas-feiras do mês de março, nos dias 12, 14, 19, 21 e 26, das 19 às 22 horas.

A iniciativa é fruto de parceria com a Associação Amigos Metroviários dos Excepcionais (AME). Mais informações no site: https://www.todasinrede.sp.gov.br/site/.

MULHERES COM DEFICIÊNCIA

Dados do Observatório dos Direitos da Pessoa com Deficiência (https://observatoriodeficiencia.sp.gov.br/) apontam que mais de 2,1 milhões de mulheres com deficiência residem no estado de São Paulo. Dos empregos formais ocupados por pessoas com deficiência, mulheres representam cerca de 39%. Em violência de gênero, em 2022, foram registrados mais de 600 boletins de ocorrência por mulheres com deficiência.

Autor

Da Reportagem Local
Redação de O Regional

Por Da Reportagem Local | 28 de fevereiro de 2024
Saec retoma obras na rua São Paulo após autorização da Justiça
Por Guilherme Gandini | 28 de fevereiro de 2024
Ação judicial contra a ACE pode invalidar assembleias e mudanças estatutárias
Por Da Reportagem Local | 28 de fevereiro de 2024
Pastor Marcelino recebe título de Cidadão Catanduvense