Mercado de bicicletas elétricas cresce por economia e sustentabilidade
Proprietário de loja especializada afirma que elas são ecologicamente corretas, contribuem para diminuir o tráfego e ajudam na saúde
Crédito: Divulgação - Uso de bicicletas elétricas foi regulamentado em julho deste ano pelo Contran
Por Da Reportagem Local | 04 de outubro, 2023

No Brasil, o mercado de bicicletas elétricas está crescendo cada vez mais e já é possível encontrar diversos modelos nas lojas. Uma das principais vantagens das bicicletas elétricas é que elas podem ser usadas para deslocamentos urbanos, inclusive em dias de calor ou chuva, pois são menos cansativas que as bicicletas convencionais.

As bicicletas elétricas também são uma alternativa mais barata para os transportes públicos e privados, já que não há necessidade de gastar com combustível ou estacionamento.

“Elas são, também, ecologicamente corretas, contribuem para diminuir o tráfego nas ruas, evitando congestionamentos, além de trazer benefícios à saúde. Pedalar 30 minutos em uma bicicleta elétrica equivale a andar 30 minutos de caminhada rápida”, comenta o empresário Leandro Bertini, da Star Bike, loja especializada em Catanduva.

Leandro lembrou que o uso de bicicletas elétricas foi regulamentado em julho deste ano pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran). Ele também destacou que as bicicletas elétricas contam com vários modelos, porém os usuários contam com duas opções: as que não possuem acelerador (o ciclista precisa pedalar para que o motor seja ativado e a bicicleta se movimente) ou as que possuem acelerador (o ciclista pode optar por pedalar ou acelerar para ativar o motor).

ECONOMIA

O custo-benefício das bicicletas elétricas também tem atraído cada vez mais consumidores. Apesar do valor inicial ser mais elevado que o de uma bicicleta convencional, a economia com combustível e manutenção compensa o investimento em poucos meses.

“O mercado brasileiro ainda é pequeno se comparado a outros países desenvolvidos, porém, com o crescimento da consciência ambiental e do movimento pelas cidades mais sustentáveis, as bicicletas elétricas estão ganhando terreno no Brasil. São práticas, ecologicamente corretas e ainda ajudam a economizar no transporte, sem necessidade de gastar com combustível, CNH e documentação”, diz Leandro Bertini.

Nos últimos anos, o mercado de bicicletas elétricas no Brasil tem crescido significativamente. De acordo com a Associação Brasileira dos Fabricantes de Bicicletas (Abraciclo), em 2023 foram vendidas 55 mil unidades, um aumento de quase 50% em relação ao ano passado. E esse número tende só a crescer, já que as bicicletas elétricas apresentam inúmeros benefícios.

“Mesmo sendo elétrica, com a opção de pedalar para ativar o motor, temos que lembrar que andar de bicicleta ajuda a queimar calorias, aumenta a capacidade pulmonar e melhora o funcionamento do coração. Além disso, andar de bicicleta é uma atividade que pode ser feita em qualquer lugar e a qualquer hora, o que torna mais fácil para as pessoas se manterem ativas”, completa o empresário.

Autor

Da Reportagem Local
Redação de O Regional

Por Guilherme Gandini | 22 de maio de 2024
No dia de Santa Rita, paróquia apresenta projeto da Igreja São Sebastião
Por Guilherme Gandini | 22 de maio de 2024
Campanha Maio Amarelo tem abordagens no pedágio e base policial
Por Da Reportagem Local | 22 de maio de 2024
FPA participa de encontro sobre doação de órgãos e transplante renal