HCM inaugura sala de espera dedicada a pacientes com autismo
Pais e responsáveis podem optar por utilizar espaço que deixa crianças mais confortáveis até recebem o atendimento
Foto: Divulgação - Para alguns pais, a sala mudou a experiência de levar os filhos ao médico
Por Da Reportagem Local | 05 de abril, 2023

Neste mês de abril, em que é comemorado o dia mundial de conscientização do autismo, o Hospital da Criança e Maternidade (HCM) de Rio Preto inaugura uma sala de espera dedicada a pacientes diagnosticados com Transtorno do Espectro do Autismo (TEA). O objetivo é dar mais conforto a pais e filhos que são atendidos na unidade.  

Os pais ou responsáveis pela criança podem escolher aguardar pelo atendimento nesta sala de espera ou não. A decisão é realizada já na triagem, quando a ficha do paciente é preenchida. O espaço conta com brinquedos, jogos, mesa de colorir e uma televisão com programas infantis e ganha ainda mais importância pelo número de pacientes diagnosticados com TEA que o HCM atende: somente nos últimos seis meses foram mais de 210 crianças.

“Pacientes com TEA são mais sensíveis a luzes e sons. Temos uma equipe multidisciplinar que realiza reuniões para discutir possíveis melhorias no atendimento e, assim, surgiu a sala de espera dedicada. O novo ambiente é mais harmônico e deixa a experiência até o atendimento mais confortável”, afirma a supervisora de enfermagem da emergência pediátrica Nathalia Perpétua Perez.

Para alguns pais, a sala mudou a experiência de levar os filhos ao médico. É o caso da Flávia Barbosa de Oliveira, mãe do pequeno Michel, de 11 anos, que teve leucemia e hoje faz acompanhamento no HCM. “Faz total diferença ter um espaço como este quando chegamos no atendimento, com sofás e jogos, nem parece uma sala de hospital. Fico feliz que meu filho pode receber um atendimento tão especial e diferenciado, como do HCM”, afirma a mãe.

Ela completa que a sala deixou o filho Michel muito mais confortável. “A parte sensorial dele é muito sensível, então existem questões pontuais das salas de espera comuns, como movimentação de pessoas e barulhos que acabam o incomodando. É como se ele ouvisse tudo 10 vezes mais forte. Agora ele se sente mais tranquilo e feliz”, finaliza.

Autor

Da Reportagem Local
Redação de O Regional

Por Da Reportagem Local | 14 de julho de 2024
Saúde orienta pais a aproveitarem férias para atualizar caderneta
Por Guilherme Gandini | 11 de julho de 2024
Cobertura vacinal contra gripe chega a 35% entre grupos prioritários
Por Da Reportagem Local | 11 de julho de 2024
Campanha de vacinação contra gripe termina no próximo domingo