Catanduvense é protagonista de websérie que aborda tema LGBTQIA+
‘Quando a Gente Ama’ acumula mais de 100 mil visualizações em uma semana
Foto: ARQUIVO PESSOAL - Lucas Alves interpreta Ben, abordando temas LGBTQIA+ como autoaceitação e aceitação familiar
Por Myllayne Lima | 26 de maio, 2022
 

Lucas Alves, de 27 anos, natural de Catanduva, é destaque na websérie independente realizada pela produtora Home 21 para o canal 'Meu Sobrenome é Vida' e legendada em mais de 20 idiomas. 

A websérie é inspirada no universo dos doramas, um estilo oriental, e fala sobre a vida de Ben (Lucas Alves), um garoto que saiu do interior para estudar em uma universidade na capital, com intuito de ajudar a sua mãe, mas nessa mudança, Ben entra em um processo de autoconhecimento e começa a viver quem realmente é em um romance com Edu (Adriano Panzerri). 

“A série Quando a Gente Ama é o primeiro trabalho audiovisual dessa proporção que participo, já fiz parte de uma outra série e de alguns curtas metragens, mas nenhum com esse alcance”, conta Lucas.  

Com mais de 70 mil inscritos no YouTube e 80k no tiktok, o canal já atingiu mais de 7 milhões de visualizações em suas séries. Dos mesmos criadores de 'Do Seu Lado' Adão Mota e Emerson Ghaspar lançou neste mês 'Quando a gente ama' e já acumula mais de 100 mil visualizações em uma semana. 

“É um trabalho muito importante para minha carreira pois consigo chegar em novos lugares, e se torna um material visível para outros trabalhos. Além da experiência de explorar novas formas de interpretação, já que o cinema é bem diferente do teatro nesse sentido”, comemora o artista.  

Ele conta sobre sua trajetória. “Eu trabalho como ator há mais de 10 anos, minha base vem do teatro de rua, onde a interpretação é grande, para ser vista no meio de uma praça movimentada, diferente do cinema, onde tudo é mais sutil, principalmente com a proposta da série.” 

Lucas trabalhou em grandes trabalhos artísticos de Catanduva. “Faço parte do Coletivo Dell'arte e Grupo Flor de Chita, onde já integrei obras como ‘A Pena e a Lei’, ‘O Testamento do Cangaceiro’, ‘O Menino Sem Lugar’, ‘Cordel do Amor Sem Fim’, ‘Travessias’, entre outros. Foram trabalhos que fizeram apresentações no Festival de Teatro de Curitiba, o maior do país, e do Circuito SESC de Artes, um evento realizado pelo SESC São Paulo que atinge cerca de 180 cidades.” 

Na websérie 'Quando a gente ama', são abordados temas LGBTQIA+ como autoaceitação e aceitação familiar. A série está com o primeiro episódio disponível no canal do Youtube 'Meu Sobrenome é Vida', onde é lançado um episódio quinzenalmente.  

 

Autor

Myllayne Lima
Repórter de O Regional.

Por Guilherme Gandini | 19 de maio de 2024
Hoje tem espetáculo circense e duas oficinas gratuitas no Sesc Catanduva
Por Guilherme Gandini | 19 de maio de 2024
Catanduva recebe show duplo ‘Abba + Bee Gees Encontro’ em junho
Por Guilherme Gandini | 17 de maio de 2024
1ª Impressão garante vaga no Palco Aberto do Festival de Joinville