Unimed Catanduva ‘abraça’ projeto de jovens aprendizes sobre sustentabilidade
Projeto promove o uso consciente de copos de plástico por colaboradores
Foto: UNIMED CATANDUVA - Aprendizes Giovani e Letícia desenvolveram o projeto sustentável
Por Da Reportagem Local | 02 de abril, 2022
 

Por mês, colaboradores e beneficiários da Unimed Catanduva utilizam, em média, 15 mil copos descartáveis. O alto número e o impacto que o plástico pode causar ao meio ambiente foram combustível para os aprendizes Giovani Cavassani e Letícia Bevilacqua, que desenvolveram o projeto sustentável 'Faça a diferença: adote uma garrafinha'. A ação é promovida pelo Senac Catanduva, em complemento ao programa de aprendizagem, e incentivada pela cooperativa. 

 

Pelas paredes da Unimed Catanduva, próximo ao cantinho do café e da água, foram afixados cartazes com curiosidades e conscientização sobre a importância de fazer a diferença ao gerar menos impacto ao meio ambiente. O projeto convida o colaborador a pensar que ele é fundamental para a diminuição do consumo e preservação do meio ambiente, mas também reforça o cuidado com a saúde. 

 

“Identificamos que a cultura de usar copos plásticos para tomar água ou café ainda é forte. Nossa ação deseja incentivar os colaboradores a adotarem novas práticas que possam ser aproveitadas inclusive em casa, com a família”, explicou Giovani, aprendiz no departamento de Comunicação. 

 

Para Letícia, a ação busca inspirar outras ações de sustentabilidade dentro da cooperativa. “Queremos que as pessoas pensem em outras formas sobre como reduzir o impacto ambiental, como a reutilização de folhas sulfites para rascunho” completou a aprendiz, que atua junto ao Relacionamento com o Cliente. 

 

Os colaboradores receberam e-mail marketing reforçando a importância do projeto, além de informações relevantes sobre os riscos de consumir alimentos com plásticos. 

 

REAÇÃO 

 

A campanha reforça atitudes que já são adotadas por alguns colaboradores. É o caso da analista da Rede Credenciada, Keila Paiva, que tem sua própria garrafinha e xícara. “Resolvi deixar de usar os descartáveis exatamente depois de ter feito as contas de quantos copos usava por semana. Hoje, acho super prático e ainda faço minha parte em prol do meio ambiente, já que esse material demora mais para se decompor”, contou. A colaboradora ainda tem o costume de fazer separação de lixo reciclável em casa. 

 

Quem também lembrou de usar a xícara para a hora do café foi o analista financeiro Rodolfo Pardo Campos. Ele, que já tinha a xícara e garrafa separadas, passou a usá-las com maior frequência após ver os cartazes.  

 

Tenho a minha xícara, mas de vez em quando acabava pegando o copo plástico para o café. Vi a campanha e me informei que o plástico em contato com o líquido quente solta uma substância que pode ser prejudicial à saúde, então, resolvi abandonar completamente. Desde o início da campanha já deixei de usar mais de 40 copinhos de plástico”, disse. 

 

Rodolfo também leva a sustentabilidade em casa, com a separação de lixo para a coleta seletiva, além de separar óleo e pilhas. 

 

 

 

Autor

Da Reportagem Local
Redação de O Regional.

Por Da Reportagem Local | 18 de agosto de 2022
RÁPIDAS: Elisiário reinaugura nova praça neste sábado
Por Da Reportagem Local | 18 de agosto de 2022
Gestor diz que estágio permite evolução e troca de experiências
Por Da Reportagem Local | 18 de agosto de 2022
Poupatempo de Catanduva tem 45 vagas para o mutirão da CNH no sábado