Pós-Carnaval: bancos de sangue estão com estoques em níveis críticos
Problema é causado pelo aumento da demanda e redução de doadores, devido às viagens ou consumo de bebida alcoólica
Imagens: Divulgação - Ambas as cidades enfrentam estoques baixos de sangue, o que causa urgência por doações
Por Da Reportagem Local | 15 de fevereiro, 2024

Os estoques de sangue do Hemocentro de Rio Preto e do Hemonúcleo de Catanduva estão críticos. Pela atualização feita nesta quarta-feira, dia 14 de fevereiro, no Hemocentro de Rio Preto os tipos negativos, com destaque para O- e B, são os que mais precisam de doadores no momento. No Hemonúcleo, todos os tipos sanguíneos estão com o estoque em níveis críticos.

O coordenador de Captação de Doadores do Hemocentro de Rio Preto, Guilherme Vila Real, relata que o motivo da redução do estoque do Hemocentro e Hemonúcleo é resultado do aumento da demanda durante o Carnaval e da diminuição do fluxo de doadores, que aproveitam para viajar ou fazem a ingestão de bebida alcoólica durante todo o feriado, o que acaba impedindo a doação.

A notícia boa para os doadores é que não é preciso esperar muito para estar apto a doar sangue, já que é possível doar 12 horas depois da última ingestão de bebida alcoólica.

“O carnaval sempre é uma época preocupante para nós do Hemocentro, pois, devido ao feriado prolongado, muita gente viaja, ou ingere bebida alcoólica, e isso são fatores que prejudicam bastante a doação de sangue. Para se ter uma ideia, o movimento nos últimos dias ficou 30% abaixo da nossa capacidade. Por isso, fazemos um apelo, para que os doadores nesse momento em que retornam a rotina, para que retomem a solidariedade e venham até o Hemocentro para nos ajudar a salvar vidas”, diz o coordenador.

A enfermeira Natália Colombo ressaltou a importância das doações para manter os estoques do Hemocentro e Hemonúcleo em dia para atender a população. “A doação de sangue é extremamente importante pois atendemos uma região que possui uma demanda significativa e uma bolsa de sangue pode salvar até quatro vidas”, afirmou Natália.

Segundo ela, o número ideal é de 50 doadores por dia para manter os estoques do Hemonúcleo em níveis adequados. Ao todo, o local coleta até 600 bolsas de sangue por mês e abastece 11 cidades da região, além de contribuir com o Hemocentro de Rio Preto.

Podem doar sangue pessoas entre 16 e 69 anos e que estejam pesando mais de 50 quilos. Além disso, é preciso apresentar documento oficial com foto e menores de 18 anos só podem doar com consentimento formal dos responsáveis. Pessoas com febre, gripe ou resfriado, diarreia recente, grávidas e mulheres no pós-parto não podem doar temporariamente.

Em uma pessoa adulta, são coletados em média 450 ml, quantidade considerada pequena, mas o suficiente para salvar vidas.

AGENDAMENTO

O Hemocentro de Rio Preto está situado na avenida Jamil Feres Kfouri, 80, no Jardim Panorama. A instituição abre todos os dias, incluindo finais de semana e feriados, das 7 às 13 horas. O agendamento pode ser feito pelos telefones 17 3201-5151 e 17 99623-9985.

Já o Hemonúcleo de Catanduva funciona de quarta a domingo, das 7 às 13 horas, e fica na rua 13 de Maio, nº 974, no Centro. O telefone para agendamento e informações é 17 3522-7722.

Autor

Da Reportagem Local
Redação de O Regional

Por Da Reportagem Local | 23 de abril de 2024
Secretaria de Saúde confirma quarta morte por dengue em Catanduva
Por Da Reportagem Local | 23 de abril de 2024
Após 40 dias do transplante, Ana Lívia é transferida para a enfermaria
Por Da Reportagem Local | 23 de abril de 2024
Vacinação contra a gripe cresce, mas está longe de atingir a meta