Paciente em tratamento contra o câncer é surpreendida por Ana Castela
Alicia Barcelos Severino Justino, de 4 anos, que se prepara para transplante de medula óssea, encontra diversão na música
Foto: Divulgação/HCM - Aniversariante recebeu um chapéu de presente e uma festinha temática no HCM
Por Da Reportagem Local | 28 de fevereiro, 2024

Nesta segunda-feira, 26, a pequena Alicia Barcelos Severino Justino comemorou seu 4º aniversário. Para celebrar mais um ano de vida da paciente que faz tratamento no Hospital da Criança e Maternidade de Rio Preto (HCM), profissionais da saúde e voluntários organizaram uma festa surpresa com o tema da cantora Ana Castela, com direito a mensagem especial enviada pela própria artista.

Há cerca de dois anos, Alicia recebeu o diagnóstico de Neuroblastoma. Desde então, ela e a família, que são da cidade de Palestina, viajam até Rio Preto para fazer o tratamento no HCM. Recentemente, Alicia foi diagnosticada com Leucemia Linfoide Aguda (LLA) e está se preparando para realizar um transplante de medula óssea.

Apesar das dificuldades com as doenças, a Alicia encontra na música um instrumento para se divertir. Luayne Barcelos, mãe de Alicia, conta que a cantora preferida da filha é a Ana Castela e que o amor da filha pela cantora vem de família, que têm o hábito de colocar música sertaneja para ouvir em casa. “Quando colocamos músicas da Ana Castela, a Alicia para o que está fazendo e começa a dançar e cantar junto. Ela pega alguma coisa na mão, para fingir que é microfone, e começa o show dela em casa ouvindo a música”, diz.

Sabendo disso, o setor de Alianças Estratégicas do Complexo Funfarme gravou um vídeo da Alicia cantando uma música da cantora, que foi enviado para a assessoria da Ana Castela. Em resposta, o atual destaque na música sertaneja mandou uma mensagem em vídeo para a paciente. “Oi, Alicia! Aqui é a Ana Castela. Estou aqui para te mandar um beijo, que Deus te abençoe muito. Obrigada por todo carinho, princesa! Um beijo”, disse a cantora.

Jorge Fares, diretor executivo da Fundação Faculdade Regional de Medicina de Rio Preto (Funfarme) agradece pela parceria de artistas como a Ana Castela com o hospital.

“Parcerias com artistas são fundamentais para humanizar o tratamento dos pacientes no Complexo Funfarme. Reconhecemos que uma jornada de saúde muitas vezes é desafiadora, e a música, com sua capacidade única de tocar a alma, desempenha um papel fundamental na criação de um ambiente de cura acolhedor. Agradecemos a Ana Castela e a todos os artistas que possuem a sensibilidade de tornar o dia de um de nossos pacientes mais especial”, diz.

A mãe de Alicia fala sobre a emoção em receberem a surpresa. “Foi lindo, foi incrível, a gente não esperava! Foi muito emocionante, agradecemos de coração. A Alicia ficou muito feliz e com certeza vai brincar bastante com o chapéu”, finaliza.

Além da mensagem, a aniversariante recebeu um chapéu de presente e uma festinha temática, com direito a decoração e bolo personalizado. A surpresa contou ainda com um show particular da cantora Thamires Ramos de Faria, que faz cover da Ana Castela. “Eu já cantei em vários lugares e para muitas pessoas, mas fiquei muito nervosa hoje pelo fator emocional, porque foi a primeira vez que eu cantei em um hospital. É muito bonito saber que com a música a gente conseguiu trazer um pouquinho de felicidade para a Alicia, então foi muito bacana.”

Alari Furlan, gerente administrativa do Hospital da Criança e Maternidade (HCM), ressalta a importância da humanização dos cuidados no ambiente hospitalar para as crianças no processo de tratamento. “Ao humanizar o cuidado, não apenas tratamos sintomas físicos, mas também nutrimos o lado emocional das crianças. Isso não apenas alivia o medo e a ansiedade, mas contribui positivamente para sua recuperação e torna a vivencia hospitalar mais amena e reconfortante”.

A surpresa foi organizada pelo setor de Alianças Estratégicas do Complexo Funfarme em parceria com a Associação de Voluntários do Hospital de Base (AVOHB).

“Essa surpresa foi construída através da boa vontade de vários parceiros. É uma ação que a gente cria do dia para a noite e que vem pela necessidade de tornar o tratamento de uma criança menos pesado. Sabemos é o tratamento é um momento delicado na vida das crianças e dos pais, então fazemos ações como essa para trazer um pouco de afago no coração”, diz Geane Prado de Sousa, presidente da AVOHB.

Autor

Da Reportagem Local
Redação de O Regional

Por Da Reportagem Local | 13 de abril de 2024
Unimed Catanduva apresenta ações inclusivas para comitê estadual
Por Da Reportagem Local | 13 de abril de 2024
Atenção à evolução de criança com autismo pode diminuir prejuízo na comunicação
Por Guilherme Gandini | 12 de abril de 2024
Unidades de saúde abrem amanhã para vacinação contra a gripe