Musculação e atividade física favorecem mulheres acima dos 40
Exercícios promovem vida ativa e cheia de energia, contribuindo para a vitalidade e o envelhecimento saudável
Foto: Divulgação - Fernanda Novelli Sanfelice treina há dois anos e descobriu os benefícios da musculação
Por Da Reportagem Local | 02 de abril, 2024

À medida que as mulheres atravessam a marca dos 40 anos, surgem novos desafios em relação à saúde e ao bem-estar. Nessa fase da vida, a importância da atividade física torna-se ainda mais evidente, não apenas para manter o corpo saudável, mas também para promover uma vida ativa e vibrante.

Estudo conduzido pela Universidade de São Paulo (USP) revelou que mulheres na faixa etária dos 40 anos que praticam musculação regularmente têm melhor qualidade de vida em comparação com as sedentárias. A pesquisa destacou a melhora da resistência e da energia; o fortalecimento muscular; o combate e reversão da descalcificação óssea e a melhora da flexibilidade.

Segundo a educadora física Maristela Borges, a atividade física regular, incluindo a musculação, é essencial para manter a saúde cardiovascular, controlar o peso corporal e reduzir o risco de doenças crônicas, como diabetes tipo 2 e hipertensão arterial. A musculação não apenas auxilia no combate à lentidão natural do organismo associada à idade, mas também trabalha a questão da força muscular.

"Encontrar uma prática física agradável e sustentável é fundamental para manter a saúde e a vitalidade ao longo dos anos. Acreditamos que a musculação ou outra atividade física são essenciais para promover um envelhecimento saudável” destaca Maristela.

Fernanda Novelli Sanfelice, enfermeira e professora universitária, treina há dois anos e descobriu os benefícios da musculação, que incluem ganho de massa magra e qualidade de vida. “A musculação tem me proporcionado alívio ao estresse e sensação de bem-estar físico e mental. Aos meus 46 anos, investir em músculo significa independência e longevidade saudável após os meus 60 anos”, afirma Fernanda.

Ela conta que sempre foi adepta da prática regular de atividade física e hábitos alimentares saudáveis. “Acredito ser uma dupla infalível no combate às doenças crônicas, como diabetes, hipertensão e obesidade. A musculação tem me proporcionado alívio ao estresse e sensação de bem-estar físico e mental. Aos meus 46 anos, investir em músculo significa independência e longevidade saudável após os meus 60 anos.”

A musculação também pode contribuir para o aumento da densidade óssea, sendo particularmente benéfica para mulheres na pós-menopausa e com risco de osteoporose. “É importante ter um programa de treinamento de força nessa faixa etária, uma vez que há um risco aumentado de perda de massa muscular magra”, destaca Maristela.

A prática regular de musculação também pode estimular a liberação de hormônios positivos para a saúde mental, como endorfina e serotonina, auxiliando as mulheres a enfrentar os sintomas da menopausa com maior conforto. No entanto, é fundamental ter cautela com as articulações, evitando treinos inadequados que possam resultar em problemas articulares a longo prazo.

Por meio da musculação e da atividade física, as mulheres podem não apenas manter sua saúde e vitalidade, mas também desfrutar de uma qualidade de vida elevada e enfrentar os desafios do envelhecimento com resiliência e vigor.

Autor

Da Reportagem Local
Redação de O Regional

Por Da Reportagem Local | 19 de abril de 2024
Projeto ‘Se você treina, eu treino’ une alunos de Educação Física e comunidade
Por Da Reportagem Local | 19 de abril de 2024
Treinamento impulsiona atuação de Comissão Intra-Hospitalar no HUSD
Por Da Reportagem Local | 18 de abril de 2024
FPA oferece Curso Internacional de Gerontologia e Geriatria às equipes