HPA implanta projeto de escuta familiar nas UTIs Neonatal e Infantil
Conselho Consultivo acolhe demandas de pais e/ou responsáveis para garantir atendimento mais humanizado
Foto: Freepik - Projetos de humanização favorecem os recém-nascidos e seus familiares
Por Da Reportagem Local | 31 de janeiro, 2024

A equipe multidisciplinar das Unidades de Terapia Intensiva - UTIs Neonatal e Infantil do Hospital Padre Albino (HPA) iniciou as reuniões do projeto Conselho Consultivo de Pacientes, com o objetivo de acolher pais e responsáveis que permanecem no setor, geralmente com sentimento de angústia e incerteza.

No Conselho Consultivo, enfermeiro, psicólogo, nutricionista, médico e fisioterapeuta acolhem as demandas dos familiares dos pacientes, mediam as dúvidas e informam sobre boas práticas.

Entre as temáticas, a importância do aleitamento materno e os cuidados com o recém-nascido estão contribuindo para a assistência segura e humanizada, uma vez que envolver a família nos cuidados é uma das metas institucionais de segurança do paciente, conforme explica a coordenadora de Atendimento e Humanização, Maristela Neves.

“A partir das reuniões, temáticas relevantes de procedimentos, por exemplo, são discutidas e, posteriormente, alinhadas em conjunto com a rede de saúde de referência. É possível notar que a história de uma mãe agrega muito no contexto de vida da outra, pois há apoio mútuo diante dos momentos vivenciados”, pontua a gestora.

Com a participação da equipe multidisciplinar, o projeto é gerido pelo Serviço de Psicologia e Enfermagem do HPA, com parceria do Centro Integrado de Humanização e Qualidade dos hospitais da Fundação Padre Albino.

Maristela informa que, para a implantação do Conselho Consultivo de Pacientes, em setembro de 2023 foi usada a metodologia PDSA, termo acrônimo para planejar, fazer, estudar e agir, em português, que divide em quatro fases o estudo prévio da melhoria a ser aplicada, garantindo a eficácia dos resultados. “No início deste ano a equipe responsável, com apoio da Humanização, concluiu o segundo clico de testes e, devido ao sucesso obtido, implementou o projeto”.

Como este, outros projetos de humanização desenvolvidos no setor Materno Infantil do Hospital Padre Albino vêm trazendo benefícios tanto para o familiar, com horários estendidos, quanto para o paciente, como ‘horário do psiu’, onde durante uma hora é reduzida a luz do ambiente e não é feito nenhum procedimento para que os bebês possam descansar e relaxar.

Banhos de ofurô, manipulação mínima, utilização de ninhos e proteção da luz nas incubadoras também são feitos, todos voltados para o melhor desenvolvimento neurológico dos recém-nascidos.

Autor

Da Reportagem Local
Redação de O Regional

Por Da Reportagem Local | 13 de abril de 2024
Unimed Catanduva apresenta ações inclusivas para comitê estadual
Por Da Reportagem Local | 13 de abril de 2024
Atenção à evolução de criança com autismo pode diminuir prejuízo na comunicação
Por Guilherme Gandini | 12 de abril de 2024
Unidades de saúde abrem amanhã para vacinação contra a gripe