Hospital Unimed São Domingos inicia busca por Selo Amigo do Idoso
Instituição busca reafirmar seu compromisso com atendimento exemplar e dedicado aos pacientes dessa faixa etária
Foto: Unimed Catanduva - Representantes do HUSD foram até a Coordenadora da Saúde do Idoso de SP
Por Da Reportagem Local | 07 de julho, 2024

O Hospital Unimed São Domingos (HUSD), em Catanduva, deu início ao processo para obter o Selo Amigo do Idoso, proporcionado pela Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo. Dessa forma, a instituição busca reafirmar seu compromisso com um atendimento exemplar e dedicado aos pacientes desta faixa etária.

Para protocolar o pedido de ingresso ao Selo Amigo do Idoso, representantes do HUSD foram recebidos pela coordenadora da Saúde do Idoso do estado de São Paulo, Claudia Fló, na capital paulista. Foram eles: Dr. Marco Aurélio Guardia e Tiago Ferreira, diretor técnico e gerente administrativo do HUSD, respectivamente, e Francisco Rodrigues Neto, do Núcleo de Inclusão e Acessibilidade da Unimed Catanduva.

Na ocasião, o Dr. Marco Aurélio agradeceu a receptividade da coordenadora e destacou o compromisso do Hospital Unimed São Domingos perante esta importante causa. “Será um grande implemento no dia a dia do hospital para mostrar que o idoso é muito importante no nosso convívio diário”, afirmou.

“Juntamente com a diretoria, optamos por ingressar no programa Selo Amigo do Idoso para agregar valor e mostrar nossa atenção especial a esse público, que é uma demanda importante do hospital”, explicou o gerente, Tiago Ferreira.

Entre as ações obrigatórias para esta primeira etapa de obtenção do selo está a formação de um comitê gestor, formado por profissionais de diferentes áreas do hospital que possuam conhecimento da área de envelhecimento e política de proteção do idoso.

“O Selo Amigo do Idoso ajudará o hospital a se adequar de tal forma que ele ofereça um melhor atendimento ao seu usuário idoso, mas também no âmbito social, de maneira que a sociedade tenha outro olhar para essas pessoas”, explica o representante do Núcleo de Inclusão e Acessibilidade.

Será de responsabilidade do comitê gestor proporcionar as adequações necessárias ao HUSD a fim de garantir o selo ao final do processo, que contém três níveis e pode levar até 36 meses para ser concluído. Para Francisco, ter o selo representa muito para o Hospital Unimed São Domingos, tendo em vista o número crescente de pessoas idosas na sociedade e a demanda que estes cidadãos têm na questão da acessibilidade e inclusão.

“Isso impacta diretamente no atendimento médico hospitalar”, pontua o especialista, que vê mudanças tanto na forma de pensar quanto em estruturas físicas para o público idoso como algo benéfico ao HUSD.

Autor

Da Reportagem Local
Redação de O Regional

Por Da Reportagem Local | 18 de julho de 2024
Novo aparelho de ultrassom otimiza atendimento na saúde pública
Por Da Reportagem Local | 18 de julho de 2024
Hospital de Base promove evento de anestesiologia na sexta e sábado
Por Da Reportagem Local | 17 de julho de 2024
Férias e celular: fisioterapeuta faz alerta sobre a saúde das crianças