Fundação Padre Albino reativa Ala Marfim no Hospital Emílio Carlos
Setor foi inaugurado em 2018 e estruturado, à época, para oferecer atendimentos particulares e a usuários do plano de saúde
Foto: COMUNICAÇÃO/FPA - Unidade para Respiratórios Agudos será mantida no Hospital Emílio Carlos, ao lado da Ala Marfim
Por Da Reportagem Local | 05 de agosto, 2022
 
 

A Ala Marfim do Hospital Emílio Carlos voltará a receber internações depois de ter sido utilizada de forma exclusiva para atender pacientes com Covid-19 de Catanduva e 18 municípios da região. O setor foi inaugurado em setembro de 2018 e estruturado, à época, para oferecer atendimentos particulares e a usuários do plano de saúde mantido pela Fundação Padre Albino.  

Em 2020, com a pandemia do coronavírus, a ala foi adaptada para atender os casos de Covid-19, conforme plano de contingência estabelecido pela Fundação Padre Albino, seguindo normas de segurança da Anvisa e Ministério da Saúde. E assim permaneceu até fevereiro deste ano.  

“Após nova reestruturação, pintura e higienização, seguindo protocolos de segurança conforme recomendação da CCIH (Comissão de Controle de Infecção Hospitalar), nesta quinta-feira, 4 de agosto, [a Ala Marfim] retornou o atendimento normal de internação”, informou a FPA.  

De acordo com a Fundação, a URA (Unidade para Respiratórios Agudos) será mantida no Hospital Emílio Carlos, ao lado da Ala Marfim, para atendimento de casos respiratórios de beneficiários do PAS, com recepções distintas.  

A ala possui ambiência moderna, equipamentos e mobília novos, médicos e equipe de enfermagem qualificados. A estrutura tecnológica se assemelha aos grandes hospitais particulares de excelência do Brasil, contando com 24 leitos, destes 21 de enfermaria, dois leitos semi-intensivos e um de isolamento com pressão negativa, além de Posto de Enfermagem, Sala de Prescrição Médica, sanitários, recepção térrea e sala de espera com conforto para maior comodidade dos acompanhantes, entre outras.   

Os apartamentos da Ala Marfim são compostos por dois leitos, sanitário, armários, TV a cabo, frigobar, climatização e telefone. Oito apartamentos possuem varanda com área social e vista externa para o complexo do Hospital Emílio Carlos, além de dois quartos com leitos individuais. 

 

Autor

Da Reportagem Local
Redação de O Regional.

Por Guilherme Gandini | 17 de agosto de 2022
Catanduva confirma mais duas mortes pelo coronavírus: são 728 ao todo
Por Stella Vicente | 17 de agosto de 2022
Especialista alerta para os perigos dos cigarros eletrônicos, já proibidos no país
Por Da Reportagem Local | 16 de agosto de 2022
Hospitais da Fundação Padre Albino são selecionados para a fase 2 do ReConecTAR