EMCAa fortalece parceria com imobiliárias para vistoriar imóveis fechados
Somente no plantão de final de semana, 32 casas e estabelecimentos sob a responsabilidade de imobiliárias foram visitados
Foto: PREFEITURA DE CATANDUVA - Imóveis vazios estão sendo vistoriados por agentes a partir de parceria com imobiliárias
Por Da Reportagem Local | 23 de junho, 2022
A EMCAa (Equipe Municipal de Combate ao Aedes aegypti) estreitou a relação com donos e responsáveis por imobiliárias para fortalecer o serviço de vistorias por meio do acesso liberado em imóveis fechados, que estão disponíveis para alugar ou vender. 
 
A ação tem surtido efeito. Balanço do departamento aponta que, somente no plantão de final de semana, 32 casas e estabelecimentos sob a responsabilidade de imobiliárias foram visitados. Essa tem sido a média diária de imóveis vistoriados diariamente.
 
Para atender a essa demanda, os supervisores da EMCAa estão recebendo as chaves desses imóveis desocupados e fazem as vistorias todos os dias. No trabalho, é feito tratamento com larvicida e colocação de adesivos nos ralos e fechamento de vasos sanitários com sacos plásticos.
 
“Essa ação vem somar com as demais em execução no combate à dengue. Todos os procedimentos visam evitar o desenvolvimento de larvas, além de eliminar criadouros que podem estar dentro desses imóveis”, ressalta Rodrigo Neves, secretário de Saúde.
 
BOLETIM
 
De acordo com o mais recente boletim com dados de notificações de dengue, Catanduva registrou 2.919 casos positivos da doença, do começo do ano até agora. A população pode colaborar com o serviço recebendo o agente em sua casa. Vistorias e denúncias podem ser feitas pelo telefone (17) 3531-9200. 

 

Autor

Da Reportagem Local
Redação de O Regional.

Por Myllayne Lima | 26 de junho de 2022
"Cotonete pode causar zumbido empurrando a cera até o tímpano", alerta otorrino
Por Da Reportagem Local | 25 de junho de 2022
Hospital São Domingos registra milésima alta de paciente curado da Covid
Por Da Reportagem Local | 25 de junho de 2022
Hospital realiza procedimento em mulher com síndrome pouco conhecida e transmite ao vivo