Doação de órgãos será facilitada por aplicativo no Brasil
Iniciativa do Conselho Nacional de Justiça visa simplificar procedimentos no país
Crédito: Comunicação/FPA - HEC e HPA registraram 77 doações de córneas e nove de múltiplos órgãos em 2023
Por Stella Vicente | 12 de abril, 2024

Por meio do Conselho Nacional de Justiça e com apoio do Ministério da Saúde, a doação de órgãos será facilitada no Brasil. A iniciativa visa simplificar, segura e legalmente, a doação de órgãos e tecidos de forma individual.

A manifestação de interesse na doação ficará registrada nos cartórios nacionais por meio da implementação da Autorização Eletrônica de Doação de Órgãos, Tecidos e Partes do Corpo Humano (AEDO). Os interessados em manifestar esta intenção, basta registrá-la no aplicativo ou no site https://www.aedo.org.br/.

Em 2023, o Sistema Nacional de Transplantes (SNT) obteve excelentes resultados quanto ao número de doadores efetivos de órgãos e transplantes realizados. Dados do Ministério da Saúde mostram que, no ano passado, 14.138 potenciais doadores foram notificados, resultando em 4.129 doadores efetivos de órgãos.

Em Catanduva, o Hospital Emílio Carlos registrou 50 córneas doadas e o Hospital Padre Albino 27. Somando ambas as unidades, foram 77 doações de córneas. Já quanto aos protocolos de morte encefálica, foram 17 notificações ao longo do ano, tendo nove doações efetivas de múltiplos órgãos.

Autor

Stella Vicente
É repórter de O Regional.

Por Da Reportagem Local | 22 de maio de 2024
Catanduva vacina menos de 300 crianças e adolescentes contra a dengue
Por Guilherme Gandini | 19 de maio de 2024
Postão passa a atender casos de dengue e síndromes gripais aos sábados
Por Da Reportagem Local | 19 de maio de 2024
Tratamento melhora vida de pacientes com hiperplasia na próstata