Dengue ultrapassa 2,1 mil casos e tem pior mês de abril da série histórica
Relatório da Secretaria Municipal de Saúde mostra que mês de maio tem 154 confirmações, mais 797 exames aguardando resultado
Foto: PREFEITURA DE CATANDUVA - Agentes de Endemias mantém rotina de limpeza de terrenos e visitas a residências
Por Guilherme Gandini | 31 de maio, 2022

A Prefeitura de Catanduva declarou Estado Epidêmico de Dengue na quarta-feira, 25 de maio, um dia antes de novo boletim ser divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde noticiando 2.158 casos positivos da doença desde o início do ano. O relatório deixa em evidência que o mês de abril, com 1.262 confirmações e mais 78 suspeitas é o pior da série histórica iniciada em 2015.  

Conforme histórico, o quarto mês do ano teve 335 casos positivos em 2020, ano em que a cidade contabilizou 7.407 confirmações da doença e mais de 10 mortes, e 426 em 2015, quando Catanduva alcançou 10.714 diagnósticos positivos nos relatórios oficiais até suspender a contagem. Naquele ano, diante da pior epidemia já vista, mais de 30 pessoas morreram.  

Naqueles dois anos de epidemia, os piores meses foram fevereiro, com 4.837 e 3.141 casos positivos, respectivamente em 2015 e 2020, seguido por janeiro, com 3.219 e 2.578. O mês de abril atingiu seu nível mais alto em 2019, com 550 registros, ano que terminou com 3.275 pessoas contaminadas. No ano passado, foram apenas 80 ocorrências de dengue em abril.  

Este ano, de acordo com a planilha, janeiro registrou 38 casos positivos, fevereiro 91 (com mais 2 aguardando resultado), março 613 (com mais um pendente) e maio 154 positivos (com 716 em investigação). Ou seja, há 797 exames sem resultado que ainda podem elevar os números. Uma morte foi confirmada pela Prefeitura até esta data, em registro no mês de março. 

CONSCIENTIZAÇÃO  

A Equipe Municipal de Combate ao Aedes aegypti (EMCAa) marcou presença na apresentação da Esquadrilha da Fumaça, na região do Jardim Aeroporto, para conscientizar o público sobre a importância do combate ao mosquito. A atração principal foi a dona Mosquita e seu filhote.  

Na data, também houve abordagem na Coordenadoria de Inclusão Social, ponto de encontro dos atletas do Jomi - Jogos da Melhor Idade 2022, e força-tarefa com apoio dos agentes comunitários de saúde nos bairros Jardim Imperial e Parque Glória 2 e 4. 

Autor

Guilherme Gandini
Editor-chefe de O Regional.

Por Guilherme Gandini | 19 de maio de 2024
Postão passa a atender casos de dengue e síndromes gripais aos sábados
Por Da Reportagem Local | 19 de maio de 2024
Tratamento melhora vida de pacientes com hiperplasia na próstata
Por Da Reportagem Local | 19 de maio de 2024
Curso para gestantes da Unimed Catanduva está com inscrições abertas