Catanduva ultrapassa um mês sem mortes em decorrência da Covid-19
Cidade alcançou a marca de 32 dias sem nenhum óbito causado pelo coronavírus, segundo dados da Secretaria de Saúde
Foto: DIVULGAÇÃO - Não foi registrada nenhuma internação na Unidade de Terapia Intensiva - UTI
Por Myllayne Lima | 18 de maio, 2022
 

A cidade de Catanduva alcançou na sexta-feira, 13, a marca de 32 dias sem nenhum óbito causado pela Covid-19. Os dados são do boletim epidemiológico semanal da Secretaria Municipal de Saúde, último divulgado pelo setor.  

Os casos da doença também estão em queda, na última semana foram 90 confirmações da doença. Além disso, não foi registrada nenhuma internação na Unidade de Terapia Intensiva – UTI. Ao todo, o município registrou 33.935 casos de coronavírus e 705 vidas foram perdidas pela doença.  

De acordo com o Centro de Vigilância Epidemiológica - CVE, Coordenadoria de Controle de Doenças - CCD e a Secretaria de Estado da Saúde - SES, dos 705 óbitos confirmados em Catanduva, cerca de 35,7% tinham 90 anos ou mais; 23,8% estavam na faixa etária de 80 a 89 anos; 14,9% 70 a 79 anos; 7,4% 60 a 69 anos; 3,3% 50 a 59 anos; 1,5% 40 a 49 anos; 0,7% 30 a 39 anos e 0,2% 20 a 29 anos. 

Os dados também apontam doenças preexistentes: 22,7% possuíam cardiopatia; 21,8% diabetes; 67% doença neurológica; 47,2% obesidade; 48,3% doença renal; 46,5% pneumopatia; 22,5% imunodepressão; 36,4% asma; 75% doença hematológica; 50% doença hepática; 16,7% puérpera e 50% eram portadores de Síndrome de Down.  

O painel aponta que houveram mais casos positivos em mulheres (55%) do que em homens (45%). Por outro lado, os óbitos foram maior no público masculino (55%) em comparação ao feminino (45%). 

 

Autor

Myllayne Lima
Repórter de O Regional.

Por Myllayne Lima | 26 de junho de 2022
"Cotonete pode causar zumbido empurrando a cera até o tímpano", alerta otorrino
Por Da Reportagem Local | 25 de junho de 2022
Hospital São Domingos registra milésima alta de paciente curado da Covid
Por Da Reportagem Local | 25 de junho de 2022
Hospital realiza procedimento em mulher com síndrome pouco conhecida e transmite ao vivo