Catanduva confirma óbito de homem de 26 anos; já são 691 mortes na pandemia
Município contabiliza 31,6 mil diagnósticos positivos e tem 7 mil casos ativos
Foto: COMUNICAÇÃO/FPA - Hospital Emílio Carlos tem 90% das vagas da UTI-Covid-SUS ocupadas
Por Guilherme Gandini | 08 de março, 2022

A Secretaria de Saúde de Catanduva confirmou nesta terça-feira, 8, a 691ª morte causada pelo coronavírus desde o início da pandemia: um homem de 26 anos, que estava internado no Hospital Emílio Carlos. Ele faleceu no dia 3 de março. Em 24 horas, foram 71 novos casos da doença. Na segunda-feira, o setor confirmou quatro mortes – as vítimas tinham 56, 69, 81 e 91 anos.

De acordo com o boletim, o município contabiliza 31.626 casos positivos da Covid-19, com 29.702 pessoas curadas e 7.029 enquadrados como suspeitos por estarem como casos ativos.

A internação hospitalar tem índices de 90% na UTI-SUS do Hospital Emílio Carlos, com nove pacientes internados. Na Enfermaria da unidade, são 16 vagas ocupadas, equivalente a 53%. Na ala de convênio, as taxas são de 6% na UTI e 12% na Enfermaria, com um paciente em cada.

Já no Hospital Unimed São Domingos, há apenas um paciente internado na Enfermaria, o que corresponde a 7% dos leitos. A UTI para pacientes Covid está vazia, assim como o Hospital Padre Albino, que atende gestantes e crianças, e a Unidade de Pronto Atendimento - UPA.

Autor

Guilherme Gandini
Editor-chefe de O Regional.

Por Da Reportagem Local | 13 de abril de 2024
Unimed Catanduva apresenta ações inclusivas para comitê estadual
Por Da Reportagem Local | 13 de abril de 2024
Atenção à evolução de criança com autismo pode diminuir prejuízo na comunicação
Por Guilherme Gandini | 12 de abril de 2024
Unidades de saúde abrem amanhã para vacinação contra a gripe