Bradesco fecha agência da avenida, mas promete manter funcionários
Banco informou em comunicado que os fechamentos seguem estratégia da empresa e que os trabalhadores serão realocados
Foto: Divulgação/Sindicato - Sindicalistas protestam contra fechamento de agência local do Bradesco
Por Da Reportagem Local | 19 de novembro, 2023

O Bradesco, segundo maior banco privado do país, anunciou o fim das atividades em 115 agências. Dentre as unidades que terão suas portas fechadas está a agência Urbana, que fica na av. Eng. José Nelson Machado, em Catanduva. De acordo com informações do Sindicato dos Bancários de Catanduva e Região, a unidade já encerrou suas operações na sexta-feira, 17.

O anúncio do fechamento do número expressivo de agências foi realizado sem discussão prévia com o movimento sindical. “Diante da notícia, o Sindicato promoveu diversas atividades para denunciar a política gananciosa da empresa e tentar impedir o fechamento da unidade, mas o banco insistiu em seguir na contramão”, afirmou o órgão, em nota divulgada em seu site oficial.

"É lamentável que, mesmo com lucros bilionários, a decisão do banco seja pelo fechamento de agências. O quadro de funcionários já é extremamente enxuto, com trabalhadores adoecendo em decorrência das metas e sobrecarga de trabalho. Essa economia tem sido prejudicial também à sociedade por restringir e dificultar o acesso da população aos serviços bancários, com aumento das filas”, critica o diretor do sindicato, Luiz Eduardo Campolungo.

Em comunicado interno, o banco informou que os fechamentos serão feitos por estratégia da empresa, que os funcionários serão realocados e haverá oportunidade para todos.

“Embora o banco afirme que os funcionários da agência fechada estão sendo realocados, nossa preocupação é com a manutenção dos empregos. Parte das agências se transformará em Unidades de Negócios, e sabemos que após esse processo, muitas delas são fechadas, seus trabalhadores colocados no olho da rua e clientes direcionados ao atendimento digital, mesmo pagando altas tarifas pelos serviços”, alerta o secretário geral do sindicato, Júlio César Trigo.

“Deixamos claro aos trabalhadores da agência Urbana - que estão apreensivos com a mudança - que seguimos atentos e vigilantes ao processo, tanto no que compete à transferência quanto à adaptação no novo local de trabalho. Estamos à disposição dos bancários e ressaltamos que qualquer situação anormal ou que infrinja seus direitos deve ser comunicada”, reforça.

UNIFICAÇÃO

A Assessoria de Imprensa do Bradesco confirmou a O Regional que o banco tem promovido mudanças em seu modelo de atendimento, transformando parte de suas agências em unidades de negócios. “Este é um processo que vem sendo adotado há algum tempo, visto que atualmente 98% do total de operações feitas pelos clientes do banco acontecem por meio dos canais digitais.”

Dentro desse processo, explica, algumas agências passam por uma adequação do seu tamanho físico e outras por uma unificação com unidades próximas. “Os clientes da agência localizada na av. Eng. José Nelson Machado estão sendo direcionados para a Agência Catanduva Centro, próxima ao local. Vale reforçar também que os clientes da região contam com 14 unidades do Bradesco Expresso, que funcionam em parceria com estabelecimentos comerciais da região, em horário ampliado ao de agências, além dos canais digitais do Banco”, completa.

DENÚNCIAS

O Sindicato dos Bancários possui Canal Oficial de Denúncias no site https://bancariosdecatanduva.com.br/. Os trabalhadores também podem entrar em contato por meio do WhatsApp 17 99259-1987, pelo telefone (17) 3522-2409 ou ainda diretamente com um dirigente sindical em visitas periódicas às agências da base.

Catanduva perdeu quatro agências nos últimos anos

De acordo com o presidente do Sindicato dos Bancários de Catanduva e Região, Roberto Vicentim, nos últimos seis anos Catanduva perdeu duas agências do Banco do Brasil (uma na rua Minas Gerais e outra na 7 de Setembro) e duas agências do Itaú (uma na rua Minas Gerais e outra na rua Alagoas). A unidade do Bradesco que acaba de ser fechada é a quinta nessa sequência.

Em várias cidades da região, o Bradesco transformou agências em unidades de negócios, em que não há caixas – apenas funcionários vendendo serviços. Vicentim frisa que, principalmente depois da pandemia, os bancos fortaleceram os serviços digitais, que são automáticos. “A lucratividade dos bancos está crescendo cada vez mais e o número de funcionários diminuindo”, lamenta.

Autor

Da Reportagem Local
Redação de O Regional

Por Guilherme Gandini | 22 de maio de 2024
No dia de Santa Rita, paróquia apresenta projeto da Igreja São Sebastião
Por Guilherme Gandini | 22 de maio de 2024
Campanha Maio Amarelo tem abordagens no pedágio e base policial
Por Da Reportagem Local | 22 de maio de 2024
FPA participa de encontro sobre doação de órgãos e transplante renal