Política e Economia

Prefeitura Está Implantando ‘Cruzamentos Inteligentes’ Em Três Pontos

Foram instalados no trânsito de Catanduva uma tecnologia importante para melhorar o fluxo de veículos em três pontos que registram congestionamento em horários de pico. Trata-se do chamado “laço”, equipamento que faz a contagem de veículos em tempo real e, a partir disso, faz ajustes no tempo do semáforo.
De acordo com a Secretaria de Trânsito e Transportes Urbanos (STU), durante a execução dos serviços, foi necessário interditar as vias. O primeiro trabalho começou na manhã do sábado, (23), no cruzamento das avenidas Caxias do Sul e Benedito Zancaner. À tarde do sábado ainda e no domingo, (24), as equipes instalaram o equipamento nos cruzamentos das ruas 15 de Novembro e 7 de Setembro, e das ruas 7 de Setembro e Goiás.
Agentes Fiscais de Trânsito, os AFTs, estiveram nos pontos determinados, para auxiliar os condutores.
“O equipamento detecta a quantidade de veículos e compensa o tempo daquela via com mais movimento. Na Rua 15 de Novembro, por exemplo, quando há passagem de trem, a concentração fica na Rua 7 de Setembro, então pretendemos desafogar esses pontos de grande fluxo”, explica a secretária de Trânsito, Maria Luiza Sprone.
De acordo com a Secretaria de Trânsito e Transportes Urbanos, o objetivo é regular o fluxo de trânsito, facilitando as travessias no cruzamento. Este cruzamento tem fluxo intenso por ser uma ligação importante bairro-centro, por isso, o local também foi eleito para receber o equipamento que chamamos de “Laço”. Ele consegue avaliar a quantidade de veículos à espera no cruzamento e dar prioridade para aquela via. “Instalamos os sensores na Avenida Caxias do Sul que, em determinados horários, tem um grande número de veículos aguardando para atravessar ou acessar a Avenida Benedito Zancaner”, explica a secretária Maria Luiza Sprone.
Ainda não há data para início do funcionamento, já que as equipes estão finalizando as instalações. A energia elétrica também precisa ser ligada no local. Outros dois cruzamentos na Avenida que devem receber os equipamentos são da Rua Pernambuco e na Rua Sergipe.
O que seria o “laço” – O laço é responsável por detectar o fluxo de veículos e manter a via com circulação liberada por mais tempo, com o objetivo de desafogar o trânsito e garantir segurança aos condutores. O equipamento, aliado à tecnologia, analisa a quantidade de carros, motos, ônibus e caminhões que trafegam em determinado trecho da via, durante um intervalo de tempo específico. O fluxo por hora também faz parte da análise. O jornal O Regional questionou os custos dessa nova tecnologia, mas até o fechamento desta edição não obtivemos resposta.

Ariane Pio
Da Reportagem Local