Política e Economia

PENEIRA FINA – 09/07/2019

Habitacional
Comentários ontem davam conta que a Companhia de Desenvolvimento Habitacional Urbano (CDHU) teria desistido de construir conjunto habitacional com 122 apartamentos em área cedida pela prefeitura no bairro Alto da Boa Vista. A prefeitura afirmou que desconhece a informação. A CDHU não se manifestou a respeito, mas estamos aguardando resposta. Por enquanto, as obras no local estão embargadas, isso porque a justiça concedeu liminar para suspensão dos trabalho ate que tenha sido realizado estudo sobre impacto de vizinhança. Uma ação popular foi movida pela associação dos moradores o bairro Alto da Boa Vista questionando esses estudos. Recentemente, um inquérito civil instaurado sobre o mesmo tema foi arquivado. O arquivamento da investigação foi justificada justamente por já existir uma ação popular com o mesmo tema.

Não são só estes
Ao todo, dois convênios foram assinados pelo então prefeito Afonso Macchione Neto para a construção de um “ complexo” de prédios da CDHU. Seriam duas obras – com dois prédios cada, no total de mais de 180 apartamentos.

Melhor para uns…
Enquanto os moradores do Alto da Boa Vista preferem não ter vizinhos moradores de conjunto habitacional da CDHU, outros aguardam por oportunidades para ter a casa própria. Se confirmar a desistência da CDHU nessa construção, esperamos que a prefeitura tenha em mente novos pontos para que a cidade ganhe mais imóveis.

Recapeamento
A prefeita Marta Maria do Espírito Santo Lopes aproveitou o ponto facultativo para divulgar pelas redes sociais o trabalho de recapeamento que tem sido realizado na Vila Soto. “A gente começa a semana com recape. Hoje estamos atendendo a Vila Soto, com o serviço sendo executado em trecho da rua Salto. Com o pavimento recuperado, garantimos melhores condições para o tráfego em segurança”.
Para reforçar
A agenda para a utilização do Teatro Municipal Aniz Pachá estará aberta a partir de hoje. Os interessados em promoverem espetáculos teatrais em Catanduva já podem fazer a requisição. Oficialmente, atividades serão desenvolvidas no local a partir de setembro. O agendamento aberto é tema de publicações da prefeitura pelas redes sociais.

Prorrogação
A primeira edição da Mostra de Empreendedorismo e Artesanato foi prorrogada e continua até hoje no Armazém do Café. O horário de funcionamento é das 15h às 22 horas e a entrada é gratuita. Oportunidade para quem ainda não conferiu de perto e para quem quer voltar.

Agasalhos
O Inverno é uma época crítica para todos que se encontram em situação de rua. Por isso, a Prefeitura de Catanduva intensificou suas ações com abordagens diárias aos moradores de rua, que já são realizadas ao longo do ano. As equipes são formadas por psicólogos e assistentes sociais preparados para abordar o público-alvo da melhor maneira possível. Os moradores têm acesso aos serviços públicos emergenciais e são encaminhados para oficinas de convivência e atendimento psicológico. Também são realizadas atividades que visam a qualidade de vida e a reinserção social dessas pessoas.

Ainda pode doar
Para aqueles que possuem cobertores e roupas de frio que não estão sendo usados, essas peças ainda podem ser doadas. Com o frio dos últimos dias, nada melhor que ajudar ao próximo e esquentar aqueles que necessitam.

Região
Aproximadamente 11 mil eleitores de quatro cidades da região ainda precisam realizar o cadastramento biométrico. A biometria é essencial para a próxima eleição. Aqueles que não cadastrarem até o dia 19 de dezembro terão o título de eleitor cancelado. Então, aproveita um tempinho para vir neste sábado ao Cartório eleitoral e regularizar a situação. O plantão vai ser realizado das 08 as 13 horas. O endereço do cartório é rua Teresina, 333, no centro de Catanduva.

Pombos
O vereador Ditinho Muleta questionou ações para inibir a quantidade de pombos que se alojam no terminal rodoviário de Catanduva, mas o questionamento deveria ser geral. Isso porque há uma grande quantidade de pombos em diversos prédios públicos, incluindo as praças como da República por exemplo.

Escolas
Além da sujeira causada pelos pombos, eles também transmitem doenças. Em 2011 aqui em Catanduva, o Ministério Público interviu nessa situação e firmou com a Secretaria do Estado da Educação um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para que as escolas estaduais recebessem um trabalho de retirada desses pombos. Na época, a situação era bem crítica. Como o assunto não foi mais falado, acreditamos que as medidas tomadas devem ter tido efeito.

Da Reportagem Local