Política e Economia

MP Instaura Inquérito Para Investigar Doação de Vinholi a Liga Catanduvense

(O Regional)
Assine O Regional Online

O Ministério Público (MP) instaurou inquérito civil para investigar suposta improbidade administrativa do ex-prefeito Geraldo Antônio Vinholi (PSDB) na doação de uniformes para a Liga Catanduvense de Futebol no ano passado. A investigação foi iniciada depois que o prefeito Afonso Macchione Neto (PSB) representou sobre o tema ao Procurador Geral de Justiça.
De acordo com a portaria de instauração do inquérito, a representação foi enviada à Promotoria de Patrimônio Público. “Soube-se que a Administração anterior teria entregado jogo de uniformes esportivos para a Liga Catanduvense de Futebol, por ocasião da Taça Catanduva/SMELT de Futebol, edição de 2016, considerando Sua Excelência (Macchione) e seus Dignos Procuradores que houve improbidade administrativa, porque não haveria lei ou convênio autorizando referida entrega, determinando-se o não pagamento das notas de empenho emitidas, o que, até o presente momento, não foi pago”, relata o promotor André Luiz Nogueira da Cunha.
De acordo com o promotor, a Prefeitura não teria enviado documentação suficiente para a apuração de supostas irregularidade. “limitou-se a enviar as notas fiscais, mas não esclareceu se a compra fora precedida, ou não, de licitação, nem se dignou a enviar as cópias das notas de empenho, o que impede analisar se a compra teve ou não licitação”, considerou.

Cunha afirma que, em pesquisa no Tribunal de Contas do Estado, apurou que a mesma empresa já teria sido contratada por Macchione, em 2008, através de pregão por R$ 58.633,05. “Do mesmo modo, na mesma pesquisa, por necessidade de encontrar as notas de empenho não enviadas na representação, concluiu-se que a empresa forneceu, em 2016, para a Prefeitura de Catanduva, o valor total de R$ 17.203,66, também, conforme as notas de empenho constantes do sítio eletrônico do E. Tribunal de Contas, precedidas de licitação, pregão”, relatou descartando irregularidade por falta de licitação.
O promotor apurou ainda que a Liga Catanduvense de Futebol teria recebido durante o governo de Vinholi R$ 51.780,00, além dos uniformes. “Esta investigação será levada a cabo para apurar a entrega dos uniformes esportivos e a entrega do numerário já indicado, durante o mandato do ex-Prefeito Geraldo Antônio Vinholi, figurando como investigados, portanto, o ex-Prefeito Geraldo Antônio Vinholi, a Liga Catanduvense de Futebol e a Prefeitura de Catanduva”, decidiu o promotor que pediu informações sobre dinheiro e bens destinados à liga nos últimos 10 anos.
Questionado, Vinholi criticou o atual prefeito pela representação. “O ex-prefeito Geraldo Vinholi coloca que o prefeito Macchione quer denunciar tudo e a todos, sem nenhuma base. Deveria governar a cidade que está retrocedendo em todas as áreas por falta de gestão independentemente de dinheiro. Quanto a investigação, é dever do Ministério Público e serão prestados todos os esclarecimentos necessários. Trata-se de mais um inquérito que somente serve para tomar tempo de todos”, informou em nota.

Nathália Silva
Da Reportagem Local