Política e Economia

Ministério da Saúde Assina Termo de Compromisso Para Novo Projeto da APAE

O Ministério da Saúde assinou no final de outubro, o Termo de Compromisso com a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Catanduva (Apae) visando a implantação de uma sala de integração sensorial. O documento foi publicado no Diário Oficial da União no início da semana.
O novo projeto consiste em ampliar as técnicas utilizadas pelos profissionais, melhorando a qualidade do atendimento e ampliando o número de atendidos.
Para a instalação da nova sala serão destinados R$ 482.599,81, dentro do Programa Nacional de Apoio à Atenção da Saúde da Pessoa com Deficiência.
De acordo com a coordenadora de Saúde da Apae, Fabrícia Martins, a Integração Sensorial é uma técnica de tratamento que foi preconizada pela terapeuta ocupacional Jean Ayres e seu objetivo é fazer com que o cérebro organize as informações de modo a dar uma resposta adaptativa adequada organizando as sensações do próprio corpo em relação ao ambiente.
“Esse processamento sensorial favorece a interação social, as habilidades motoras, atenção e concentração. É uma técnica utilizada em disfunções sensoriais, distúrbios neurológicos, Encefalopatias, síndromes, atrasos no desenvolvimento neuropsicomotor e distúrbios comportamentais, como autismo, psicoses infantis, transtorno do déficit de atenção e hiperatividade. É um método utilizado tanto para crianças como para adultos” explica.
A atuação é do terapeuta ocupacional que tem habilitação para avaliar e aplicar a
técnica e os demais profissionais também podem se utilizar dos princípios e atividades como recurso terapêutico atuando como co-terapeutas.
Com a nova sala, que ainda não tem data definida para ser inaugurada, a Apae poderá complementar serviços de saúde dos pacientes dos ambulatórios de estimulação precoce, habilitação e reabilitação e núcleo de autismo.
“Será uma sala ampla com equipamentos específicos de integração sensorial tais como:
plataformas, redes, escadas suspensas, discos, tapetes sensoriais, piscina LED, skate, dentre outros”, exemplifica.
Sobre a importância dessa reivindicação feita ao Ministério da Saúde, Fabrícia afirma: “Vamos melhorar a qualidade dos atendimentos que já são oferecidos, ampliar o número de atendidos e os pacientes terão ganho de motricidade, desempenho nas funções diárias, independência, comunicação e interação social”, finaliza.

Karla Konda
Editora Chefe