Política e Economia

Macchione: “Se For Necessário Abriremos Postinhos aos Finais de Semana”

O prefeito Afonso Macchione Neto afirmou que se for necessário pretende abrir os postos de saúde dos bairros aos finais de semana e utilizar o prédio do Centro de Especialidades Médicas (CEM), antigo Postão para os atendimentos a pacientes com suspeita de dengue.
O Chefe do Executivo afirma que tem acompanhado diariamente a evolução de dengue em Catanduva e acredita que o fluxo de atendimento ainda está controlado. Macchione concedeu entrevista a uma emissora de rádio na manhã deste sábado.
“O que estamos fazendo é acompanhando diariamente essa evolução. Abrimos os postos de saúde da família para esse tipo de atendimento, o fluxo ainda está controlado, estamos dando conta. Nos finais de semana o problema se agrava e como os postos de saúde não estão abertos, lota a UPA e isso esta sendo medido. Caso for necessário, vamos abrir os postos de saúde aos finais de semana e caso necessário faremos atendimentos no Postão da Pará, mas ainda não chegamos a essa necessidade”, disse.
O prefeito já trata a situação de dengue como sendo epidemia. “Se a epidemia avançar, estaremos tomando mais decisões”.
O processo seletivo para visitador da Equipe de Combate ao Aedes também foi relacionada por Macchione. “Estamos iniciando o processo seletivo, como visitador da Emcaa, abrimos 20 vagas. A partir das 9 horas, os interessados podem ir ao atendimento da prefeitura para que façam as inscrições, vamos selecioná-los e vamos aumentar o nosso quadro de visitadores. Serão no total 83 visitadores na cidade e os novos poderá ter contrato de seis meses, podendo ser prorrogado por mais seis, que vamos avaliar como estará a situação”.
Dentre as medidas de prevenção contra dengue, o prefeito afirmou: “Antecipamos o Cidade Limpa, fizemos em setembro de 2019 e agora será em fevereiro. Iniciando as aulas vamos distribuir mais de 10 mil panfletos para os nossos alunos, orientá-los para que ele sejam nossos fiscalizadores”.

Denúncia
O prefeito também afirmou que as pessoas estão se conscientizando sobre fazer a denúncia para retirada dos focos do mosquito.
“As pessoas já estão indicando mais os locais com possíveis focos. Casas fechadas, a Vigilância Sanitária tem autoridade para abrir e estamos fazendo isso. Abre a casa, verifica e se encontrar focos na residência a multa é pesada”.

Karla Konda
Editora Chefe