Política e Economia

Diretora do Imes Rebate Críticas e Fala que Vestibular Está em Andamento

A diretora do Instituto Municipal de Ensino Superior (IMES) Catanduva, Maria Lucia Chiliga, rebateu críticas feitas a instituição principalmente sobre os cursos não fecharem turmas para 2020. Ela confirmou ainda que a faculdade tem em atraso um mês da folha de pagamento dos funcionários e precisa pagar a porcentagem patronal do Instituto de Previdência dos Municipiários (IPMC).
“Que estamos com dívida com o IPMC não é novidade nenhuma. Estamos negociando. O Imes tem dívida na parte patronal, alguns meses deste ano e os parcelamentos antigos. Quando eu vejo uma receita que eu preciso priorizar, faço o pagamento dos funcionários, INSS, plano de saúde e deixo o patronal do IPMC. Não está certo, mas não seria justo pagar o IPMC e deixar funcionários sem receber”.
Maria Lucia também reforçou que turmas não fechadas neste ano seriam apenas boatos. “Existem pessoas que prestam desserviço para uma instituição como Imes que tem 52 anos”, disse. “Estamos ainda com vestibulares em andamento. É vestibular agendado, não tenho como hoje informar quais turmas serão montadas. Claro que nem sempre é possível montar uma turma de um curso ou outro, mas ainda não temos nada definido. As rematrículas estão sendo feitas normalmente”, complementou.
O Imes conta atualmente com 837 alunos e tem capacidade para formar 3 mil estudantes.
A inadimplência ainda é a vilã do Instituto. “Muitos lugares estão com problemas de encargo. Estamos sim com uma crise na educação superior, isso não é só aqui. Vemos a dificuldade enfrentada por muitos. Temos uma inadimplência que vem do passado, que foi vindo e chega uma hora que virou bola de neve. Atualmente tem inadimplência, tem, só que não renovamos matrícula e executamos. Chega uma hora o aluno não tem nada para penhorar, então vai e volta. Estamos tomando todas as providências, referente a inadimplência do alunos”.
“Ninguém quer ficar devendo. E lamento muito essas pessoas que falam da instituição sem saber o real serviço prestado aqui. Temos prestação de serviço para comunidade e atendemos Catanduva e toda a região, vem ambulância para pacientes fazerem fisioterapia, tudo custeado pela instituição. Toda a urgência e emergência de odontologia, de segunda a sexta-feira, é atendida pela Clínica de odonto. Todos que vão lá não saem sem atendimento”, disse.
Maria Lucia também apresentou os destaques da instituição. “Mesmo passando por dificuldades financeiras, o que fazemos para comunidade ninguém fala. Ninguém eleva nossos alunos, que acabam de se formar fazem mestrado e doutorado. Somos o segundo no Estado de São Paulo em maior aprovação do Exame de Ciência Contábeis. Temos excelente resultado para as provas da OAB”, finalizou.

Karla Konda
Editora Chefe