Política e Economia

“Caminhos de São Domingos” Está Inserida no Mapa do Turismo Brasileiro

A região turística “Caminhos de São Domingos” agora é uma realidade. Catanduva é uma das três cidades que compõe a região e já está inserida no Mapa do Turismo Brasileiro.
O novo mapa contempla o período de 2019 a 2021, conforme informações da prefeitura.
A novidade, anunciada recentemente pelo Ministério do Turismo, engloba 2.694 cidades de 333 regiões turísticas que trabalham o turismo como política de desenvolvimento econômico e geração de emprego e renda.
“Vale salientar que o Mapa do Turismo Brasileiro é um instrumento de orientação para a atuação do Ministério do Turismo no desenvolvimento das políticas públicas setoriais e locais, nos territórios nele identificados, tendo como foco a gestão, estruturação e promoção do turismo, de forma regionalizada e descentralizada”, informa a coordenadoria de turismo de Catanduva.
Além de Catanduva, Santa Adélia e Uchoa integram a nova região turística.
Hoje, a Câmara de Catanduva deve votar o projeto de lei, de autoria do Executivo que cria o Plano Diretor de Turismo. “Agora temos a nossa própria Região Turística, a ‘Caminhos de São Domingos’, ao lado de Santa Adélia e Uchoa. Estamos pleiteando nos tornarmos Município de Interesse Turístico (MIT), por isso a importância do Plano Diretor de Turismo, que aguarda aprovação da Câmara de Vereadores”, explica a gerenciadora de Turismo de Catanduva, Beatriz Trigo.
Ela estará na sessão da Câmara desta terça-feira, dia 17, para solicitar aos vereadores a aprovação do projeto.
No Mapa do Turismo, os municípios estão categorizados de “A” a “E”. Catanduva, por exemplo, se enquadra na categoria “C”. A classificação é um instrumento utilizado para acompanhar o desempenho das economias turísticas, além de subsidiar a priorização de investimentos por programas do Ministério do Turismo.
A destinação de recursos inclui ações de infraestrutura turística, qualificação profissional e promoção dos destinos, observando as características peculiares de demanda e de vocação turística de cada localidade.
Entre os pré-requisitos para fazer parte do mapa está a necessidade de o município ter órgão de turismo e conselho municipal em atividade. Outros critérios são novidade, como orçamento próprio destinado ao turismo, além de ter prestadores de serviços turísticos registrados no Cadastur, programa do Ministério do Turismo.

Karla Konda
Editora Chefe