Política e Economia

Bispo Deixa Claro que Não Aprovaria Possível Candidatura de Padre Osvaldo

Convidado para falar sobre a Diocese de Catanduva, o tema religião acabou desencadeando assunto de política. O Bispo Dom Valdir Mamede deixou claro que se houver solicitação de aprovação para uma candidatura política de algum padre, não teria o aval. O tema refere-se a rumores veiculados ontem sobre a possível conversa de padre Osvaldo de Oliveira Rosa com o PSDB municipal.
A pergunta foi feita pelo vereador Aristides Jacinto Bruschi, Enfermeiro Ari, diretamente ao bispo, mas sem citar o nome do padre.
“Espero que não aconteça. A igreja é muito clara. Eles não podem se apresentar em cargos eletivos ou deixem de exercer a ordem recebida. Os bispos do Brasil tem se manifestado contrários a diáconos, padres e bispos ocuparem qualquer cargo que denote prestação de contas civis. No que depender de mim, não vai ter licença. Padre é de todos, partido é da parte”, disse o Bispo.
Dom Valdir Mamede também foi questionado sobre a Associação Pão Nosso e o processo sobre a aquisição de terrenos que está em discussão na justiça.
Padre Osvaldo por conta dos projetos elaborados em Catanduva é uma pessoa “visada” pelos partidos políticos. Já participou em anos anteriores de apoio há alguns políticos da cidade e enfrentou polêmicas sobre candidaturas. Esta não é a primeira vez que há rumores de interesse do padre em concorrer para prefeito.

Karla Konda
Editora Chefe