Polícia

Rodovias da Região Caem em Ranking Das Melhores do País da CNT

Comendador Pedro Monteleone teve maior queda no ranking (O Regional)
Assine O Regional Online

Duas rodovias da região de Catanduva caíram em ranking que mostra as melhores do país. É o que aponta a mais recente pesquisa da Confederação Nacional do Transporte (CNT) divulgada ontem (7). Em todo país foram analisados 105.184 quilômetros de vias, 147 delas são federais e 395 estaduais.
A rodovia Washington Luís (SP-310) perdeu cinco posições já que em 2016 ocupava a 12ª e foi para a 16ª neste ano. Mesmo com a queda, o trecho tem classificação ótima. A Comendador Pedro Monteleone (SP-351) despencou, partindo de 10ª lugar para 22ª. Por conta disso, saiu de ótima para boa no levantamento. O estudo também mostrou os pontos críticos das vias. Um deles é da SP-310 entre Catanduva e Agulha conforme mostra o mapa. O que classificaria o trecho dessa forma seriam obras no pavimento.
Procurada pela reportagem de O Regional, a AB Triângulo do Sol, que administra a Washington Luís, aponta que no ranking das ligações rodoviárias, todos os três trechos administrados pela concessionária obtiveram a classificação “Ótimo”. “Desde o início da concessão, em 1998, a concessionária realizou investimentos na ordem de R$ 3,8 bilhões, dos quais, aproximadamente, R$ 1,1 bilhão foi destinado ao pavimento”, se manifestou por meio de nota.
Nossa reportagem também procurou, por e-mail a Tebe, concessionária que administra a Comendador Pedro Monteleone, mas até o fechamento desta edição não obtivemos retorno.

Queda geral
O levantamento mostra que não foi só a região que perdeu posições no ranking. O motivo é que 61,8% dos trechos em todo país foram considerados regular, ruim ou péssimo. No ano passado esse resultado atingia 58,2% do total. Neste ano, o percentual foi de 38,2% entre as rodovias consideradas em nível bom ou ótimo. No mesmo estudo divulgado em 2016 esse número chegava a 41,8%.
Entre os itens analisados pelo estudo, o da sinalização foi o que teve o pior número. Mais da metade da sinalização (59,2%) recebeu índice regular, ruim ou péssimo. Como reflexo, o número de rodovias com sinalização boa ou ótima foi de 48,3% em 2016 para 40,8% neste ano.
Quando se analisa a qualidade do pavimento, 50% das vias tem qualidade regular, ruim ou péssima, de acordo com o estudo mais recente. No ano passado esse número chegava a 48,3%. A geometria da via continua com o mesmo resultado do ano passado, com 77,9% da extensão apontada como regular, ruim ou péssima. 22,1% tiveram classificação como boa e ótima. Na lista das piores está a que liga Natividade (TO) a Barreiras (BA) em 109º lugar. Na sequência está o de Marabá (PA) a Dom Eliseu (PA) em 108º lugar.

Cíntia Souza
Da Reportagem Local