Polícia

Operação Surpresa da PM Conta Com Reforço do Águia

Operação foi realizada no bairro Nova Catanduva II no domingo (Divulgação/Polícia Militar)
Assine O Regional Online

Uma Operação Surpresa realizada pela Polícia Militar contou com o reforço do helicóptero Águia no Nova Catanduva II. A ação foi realizada no último domingo (5) e resultou na apreensão de 26 veículos, além de 59 pessoas abordadas pelas equipes.
A operação desenvolvida pela Polícia Militar de Catanduva contou também com o apoio da Companhia de Ações Especiais de Polícia (CAEP) de São José do Rio Preto.
Em comunicado enviado a imprensa, as equipes apontam que a ação tinha como objetivo inibir a prática de direção perigosa pelos motoristas, além da localização de possíveis veículos que estejam irregulares.
“A prática de direção perigosa coloca em risco a integridade física e a vida não apenas do próprio condutor infrator, mas também a de outros condutores usuários da via pública e a de pedestres adultos, idosos, adolescentes e crianças”, explica a Polícia Militar.
No total, foram feitos 82 autos e infração, além de 33 comprovantes de recolhimento e remoção. 51 pessoas, entre motoristas e motociclistas foram abordadas. Nove carros foram recolhidos pelas equipes, além de 17 motos. Os PMs também recolheram nove certificados de licenciamento anual de veículos e duas Carteiras Nacionais de Habilitação. Uma pessoa, procurada pela Justiça também foi presa na operação.

Aposentado é preso
usando CNH falsa
Um aposentado de 58 anos foi preso usando uma Carteira Nacional de Habilitação (CNH) falsa. O flagrante foi na manhã de ontem (6) na rodovia Comendador Pedro Monteleone (SP-351).
Equipes da Polícia Rodoviária teriam abordado o homem que estaria em um Gol. Os documentos de habilitação e do veículo foram solicitados.
Os policiais teriam suspeitado da autenticidade da CNH porque quando tocaram perceberam que o papel moeda não estaria com as características do papel original.
As equipes realizaram pesquisa com o número de registro da habilitação e teriam visto que os dados estavam em nome de outra pessoa. Quando o aposentado foi questionado sobre, ele teria dito que comprou a habilitação em São Paulo, pagando a quantia de R$ 1.200 de uma pessoa que seria desconhecida. O homem foi levado ao Plantão Policial onde foi preso em flagrante por uso de documento falso. Ele está a disposição da Justiça.

Cíntia Souza
Da reportagem local